Opciones binarias a 60 segundos - conversica.com

Minha experiência com Monetus, Warren, Easynvest e BTG.

Pessoal, tenho muitas contas em banco (Nubank, BB, Woop, Neon, Inter..) e corretoras (Monetus, Warren, Easynvest, BTG, XP, Clear..). Resolvi compilar e centralizar o que penso sobre essas quatro corretoras para facilitar a vida de vocês caso tenham dúvidas ou pensem em abrir conta ou recomendar para alguém.

Corretoras

Monetus

É minha opção #1 e recomendo para todos os amigos que querem investir em algo "simples", deixar dinheiro em um fundo, tirar da poupança, etc.

Coisas boas

Coisas ruins

EasyInvest

Sempre vejo vocês falando para "nunca confiar em corretora que tenta gamificar investimentos", porém minha experiência foi melhor que eu esperava.

Coisas boas

Coisas ruins

Warren

É legal? É. Dá pra confiar? Dá. Porém eles NÃO TÊM TRANSPARÊNCIA NENHUMAAAAAA. Porém, repito, SÃO BONS. É minha opção #2!

Coisas boas

Coisas ruins

BTG

Recomendado para pessoas com problema de ansiedade.

Coisas boas

Coisas ruins

Edit: Alguém perguntou da Vérios. Eles me bloquearam no Facebook porque eu comentei que outra corretora estava mais interessante que eles. Acho que eles nem têm app. O investimento inicial é 12 mil (em vez de 100 reais nas outras), e 25 mil se você quiser ações. Eles usam toda a infraestrutura da Rico, então funcionam mais como "um sistema de recomendação" que funciona em cima da Rico. Já que né, ela tem 500 opções e é difícil entender. É legal que mesmo eles não tendo app, aparece tudo no app da Rico. Mas não tenho conta ainda.
E por favor, ninguém pergunte sobre Banco Inter. Dá pra fazer um post desse tamanho só com os problemas do Banco Inter. Não recomendo pra ninguém.
submitted by bernaferrari to investimentos [link] [comments]

[OC] Por que é importante se manter sempre a 2 rodadas do líder? Análise das maiores desvantagens revertidas na busca pelo título brasileiro desde 2006.

[OC] Por que é importante se manter sempre a 2 rodadas do líder? Análise das maiores desvantagens revertidas na busca pelo título brasileiro desde 2006.
Com os jogos de ontem nós finalmente temos todos os times do G-7 do Brasileirão de 2020 com o mesmo número de jogos disputados, e achei que seria uma oportunidade interessante para compartilhar alguns números que eu sempre gosto de olhar para saber se a disputa pelo título de determinado time é realista ou não. É importante destacar que são considerados apenas os números desde do Brasileirão a partir de 2006, quando aconteceu a primeira edição dos pontos corridos com 20 clubes.

Posição Time P J V
1 Atlético-MG 30 14 10
2 Flamengo 27 14 8
3 São Paulo 26 14 7
4 Internacional 25 14 7
5 Palmeiras 22 14 5
6 Fluminense 21 14 6
7 Santos 21 14 5
Muito mais do que olhar posição ou aproveitamento acho que o principal dado para saber se o time ainda está dentro da briga é olhar a diferença de pontos que esse time possui para o líder. Acontece que, se olharmos apenas para a posição podemos estar sendo realistas. Um time não está na briga real pelo título só porque está na segunda ou terceira colocação. Alguém sempre vai ser o segundo colocado. Podemos nos lembrar do Brasileirão 2017, quando na 20ª rodada o Santos era 3º colocado mas estava 14 pontos atrás do líder Corinthians. O Grêmio, vice-líder naquele momento, estava 11 pontos atrás do líder. O clube paulista já era virtualmente campeão.
O aproveitamento é um dado interessante. Eu acredito que qualquer time que queira disputar o título precisa manter 66,6% de aproveitamento até a 30ª rodada. Você pode avaliar qual a arrancada final que será necessária para brigar pelo título. Até hoje, todos os campeonatos brasileiros de 20 clubes seriam ganhos caso o campeão tivesse apenas 66,6% de aproveitamento. O melhor vice da história foi o Santos em 2019, com 64,9% de aproveitamento.
Ainda assim, se estivermos olhando para o campeonato em andamento, não podemos olhar para os números do vice, e sim para os do líder. Uma coisa é olhar do ponto de vista do Flamengo que, em 2019, poderia ter tido apenas 66,6% de aproveitamento e ainda assim seria campeão. A outra é olhar do ponto de vista do Santos, que precisaria de incríveis 80% de aproveitamento para superar o Flamengo e ser campeão. Já em 2009, o Internacional precisava de apenas 60% para tirar o título do mesmo Flamengo, que foi campeão com apenas 59% de aproveitamento.

https://preview.redd.it/5x64g8hhzhs51.png?width=814&format=png&auto=webp&s=1f91fbb6d1d347e396965ac51c4c15d67ddae46a
A questão é que o aproveitamento do campeão varia bastante, como mostra o gráfico acima, e por isso a melhor forma de saber se determinado time ainda está na briga é observar qual a distância, em pontos, para o líder.
Bom, acredito que a principal consequência dos jogos de ontem é que agora o Palmeiras do "pofexô" Luxemburgo está a 8 pontos do Atlético-MG. Acontece que, desde 2006, apenas 4 vezes um time esteve mais de 6 pontos atrás do líder e conseguiu se sagrar campeão.

https://preview.redd.it/6edhaen86is51.png?width=814&format=png&auto=webp&s=dc63f7b4be9b24aebbe3451aec76e5c4b1b8cadb
Se formos olhar apenas para as desvantagens revertidas a partir da rodada nº 14 temos então que apenas o São Paulo de 2008, o Flamengo de 2009 e o Palmeiras de 2018 conseguiram recuperar uma diferença superior à 6 pontos após a 14ª rodada e terminar a competição na primeira colocação.

https://preview.redd.it/5u4r7ztb7is51.png?width=814&format=png&auto=webp&s=8469f9402dc52f3fce888360af81ec09f54ccef9
Interessante observar os fatos que marcaram essas conquistas. Acredito que 2008 e 2009 são bem conhecidas as "entregadas" absurdas que deram Grêmio e Palmeiras, respectivamente. Em 2018 também tivemos a gigante queda do Flamengo após a parada para a Copa do Mundo.
Relacionei na tabela abaixo todos os campeões brasileiros da série A desde 2006 e as maiores desvantagens em pontos (DF) que eles superaram para assumir a liderança pela última vez e as rodadas em que eles se encontraram nessa situação.

Ano Campeão DF Rodada DF
2006 São Paulo 4 5
2007 São Paulo 5 3 e 12
2008 São Paulo 11 20
2009 Flamengo 13 21 e 23
2010 Fluminense 6 3
2011 Corinthians 4 5
2012 Fluminense 6 4, 12 e 13
2013 Cruzeiro 4 6
2014 Cruzeiro 3 4
2015 Corinthians 5 5, 6 e 8
2016 Palmeiras 4 4 e 5
2017 Corinthians 2 1 e 2
2018 Palmeiras 8 11, 12, 15 a 19 e 21
2019 Flamengo 8 8, 9 e 13
Claro que a diferença de pontos por si só não conta a história toda, uma vez que recuperar uma diferença de 6 pontos quando faltam 20 rodadas é muito mais fácil do que quando faltam 2. Por isso trouxe abaixo o ranking das edições dos Brasileirões de pontos corridos de 20 clubes em termos da máxima Diferença Ajustada (DFA) que os campeões precisaram tirar na sua busca pelo título. A diferença ajustada nada mais é o que a diferença de pontos entre o líder e o time em questão dividida pelo percentual de rodadas restantes.

Rank Ano Campeão DFA Rodada DFA
1 2009 Flamengo 45,6 28
2 2008 São Paulo 27,1 24
3 2018 Palmeiras 17,9 21
4 2010 Fluminense 12,7 35
5 2019 Flamengo 12,2 13
6 2011 Corinthians 10,9 31
7 2012 Fluminense 9,1 13
8 2007 São Paulo 7,3 12
9 2015 Corinthians 6,3 8
10 2013 Cruzeiro 4,8 6
11 2016 Palmeiras 4,6 5
12 2006 São Paulo 4,6 5
13 2014 Cruzeiro 3,4 4
14 2017 Corinthians 2,1 2
Se Palmeiras, Fluminense e Santos quiserem ser campeões em 2020 terão que realizar façanhas que já os colocariam no top 5 comebacks dos Brasileirões desde 2006, tanto em termos de DF - pois seria igual ou superior à 8 pontos - e DFA - pois seria igual ou superior à 12,7.
É isso aí, espero que curtam. E aí, alguém acha que algum time além do G-4 atual (Atlético-MG, Flamengo, São Paulo e Internacional) ainda brigam pelo título?
submitted by Dynamic_Viscosity to futebol [link] [comments]

Uma análise mais a frio | A razão porque não gosto do Pizzi, o impacto da derrota e outras conclusões

Vou ser sincero,
Mesmo depois de passar uma noite depois do jogo com o PAOK continuo muito frustrado, já não ficava assim desde as finais perdidas da Liga Europa. Os desaires com Lage e Vitória foram mais fáceis de digerir para mim porque nunca fui fã deles como treinadores do Benfica nem do caminho que a equipa levava, logo os falhanços eram expectáveis.
Mas esta foi diferente,
Este era finalmente um ano de transição, investiu-se muito e, para os que não gostam de Jesus (e acreditem vou falar dele neste post), é o melhor treinador do Benfica nos últimos 25 anos. A não ser que venha Erikssen ou que alguém ressuscite Bela Guttman, não tivemos melhor que JJ em muito tempo. As expectativas eram altas, não o exagero que vi por aí de ser obrigatório ir longe na Champions mas altas de qualquer maneira.

O jogo

Aqui não há muito a dizer que não foi dito por outras pessoas que percebem bem mais que eu, o Benfica esteve bem na primeira parte, encostou o PAOK às cordas, excelente na pressão e recuperação de bola e apesar de ter criado pouco teve duas bolas claras de golo que não entraram.
Foi daqueles jogos onde uma equipa é claramente superior mas o tempo vai passando e o golo não entra, na segunda parte perdemos imenso gás e sofremos dois golos devido a uma equipa partida e displicente defensivamente.

Individualmente

Everton: O melhor da equipa, claramente o jogador diferenciado no ataque, desequilibrou imenso, cruza bem, pena o golo não ter entrado. Não se aguenta no Benfica mais que uma época, especialmente com a situação financeira que nos avizinha, é desfrutar enquanto podemos.
Pedrinho: Gostei, o talento está lá para ser trabalhado, teve bons momentos e tem um grande pé esquerdo. Há aqui potencial para dar um bom jogador, não comecemos é já o hype exagerado.
Taarabt: Disse isto antes da época começar, se isto é a ideia que JJ tem para o 8 do Benfica vamos ter muito problemas. Foi dos melhores da primeira parte mas fica sempre sem gás aos 60 minutos, o que é muito mau visto que é o 8 num meio campo a dois, a partir daí a equipa ficou partida. É um bom jogador mas não pode ser o 8 nem pode ser titular.
Weigl: Esteve bem na primeira parte na circulação de bola mas jogou a segunda parte toda sozinho no meio campo. Esqueçam, Weigl não é Matic nem Fejsa logo é injusto pedir que ande pelo campo todo a recuperar bolas. É um jogador diferente que está a ser posto em situações que não potenciam as suas qualidades, também não ajuda nada quando jogamos sem 8.
Seferovic (perdoem-me porque vai ser a única vez que vou falar num tom mais rude neste post): É um jogador que já me dá raiva, mais uma vez perdemos uma eliminatória porque temos este cepo como o nosso avançado (ver Frankfurt e Sporting em 2019). É um jogador horrível que nem no Benfica devia estar, mas joga 70 minutos num jogo com consequências financeiras e desportivas altíssimas. Já devia ter feito o seu ultimo jogo pelo Benfica há muito tempo e espero que seja desta, para mim é um insulto sempre que o vejo com a nossa camisola.
André Almeida: Muito mal está a equipa do Benfica quando esta amostra de jogador é o nosso capitão. Épocas atrás de épocas de mediocridade, zero carisma, personalidade e capacidade de liderança equivalem a um lugar cativo no 11 e braçadeira de capitão, ontem foi só mais uma amostra.
Pizzi: Este jogo é para as pessoas que não percebem quem o critica e apontam sempre para as estatísticas. Seja a 8, segundo avançado ou ala direito, o tal maestro e craque da equipa é um jogador que cria muito pouco para os colegas, tem uma atitude deplorável, não defende e desaparece quase sempre nos jogos grandes. O seu tempo como titular do Benfica acabou. Por outro lado o Luca nem sequer entrou.
Grimaldo: Acho que a minha opinião do Grimaldo nunca esteve tão baixa como agora, do que vale ter um lateral tão frágil fisicamente e fraco a a defender se não faz a diferença na frente? Não quero desistir dele porque já fez muito de bom por nós mas o que mostrou em 2020 foi muito mau.

Jorge Jesus

Já vamos falar num contexto mais abrangente mas olhando para este jogo num vácuo a culpa desta derrota é quase de Jorge Jesus. Fiquei muito desiludido com a sua prestação deste a escolha do 11, ao jogo em si e com as declarações depois.
Aviso já que sou um dos maiores defensores de JJ mas gosto de achar que não sou fanboy, não é um exagero dizer que é o melhor treinador que tivemos nos últimos 25 anos mas sempre tendo em conta o que fez de mal porque a sua primeira passagem não foi perfeita.
Para mim a abordagem ao mercado e a escolha do 11 foram as maiores razões desta derrota. Não há motivo nenhum para Seferovic e André Almeida serem titulares depois do desastre que foi a época passada, acabaram os dois por ter responsabilidades no resultado. Por outro lado JJ tinha 40 milhões em pontas de lança no banco, um deles foi o melhor marcador da liga o ano passado, e escolheu gastar 3 milhões num lateral de qualidade muito questionável quando o que era preciso era alguém que tirasse de caras o lugar ao medíocre Almeida.
Visto que Gabriel não parece contar, o Benfica não tem um 8, Taarabt não tem rotinas nem pernas para a posição e foi uma grande razão pela qual perdemos o controlo do jogo na segunda parte. Mas JJ parece mais interessado em mais um avançado quando deixou 56 milhões em avançados no banco.
Portanto a imagem que JJ deixa neste primeiro jogo é que o Benfica gasta mais em reforços neste mercado que o valor de toda a equipa do PAOK, é eliminado por uma equipa muito inferior devido às suas decisões custando muito dinheiro ao clube e a reacção é pedir mais jogadores para posições que já estão preenchidas deixando lacunas no plantel por preencher.
Se a pressão era alta agora subiu mais uns níveis, tudo o que não seja o campeonato e uma performance aceitável na Liga Europa (quartos ou melhor) é um fracasso. Jorge Jesus tem a palavra.

O impacto desta derrota

Isto não foi só uma eliminação da Champions, tudo o que se fez neste mercado, o investimento, o regresso de JJ era para fazer o Benfica subir de nível, porque para ganhar campeonatos mal e porcamente já se fazia com RV e Lage. E a época começou logo com um teste enorme que iria definir muito do sucesso desportivo e financeiro do clube e falhámos redondamente.
O Benfica decidiu investir como nunca numa altura frágil para todos nós, enquanto quase todos os clubes acalmaram o Benfica foi a 6ª equipa da Europa que mais gastou neste mercado, e atenção que não somos uma equipa das big 5. Isto a juntar ao facto que não haver receitas de bilheteira ir à Champions era imperativo.
Parabéns a Luís Filipe Vieira por hipotecar o futuro financeiro do clube numa altura destas porque se sente ameaçado nas eleições. O Benfica fez 40 milhões em lucro contando com a venda do Félix, agora não há receitas de bilheteira, ainda não vendemos ninguém, fizemos o maior investimento de sempre e a massa salarial aumentou.
A consequência imediata será que não podemos contratar mais ninguém e vamos ter de vender mais que o esperado, entre Vinicius, Rúben Dias, Jota, Florentino espero ver mais que um sair do Benfica ainda antes do mercado acabar. Para não falar que o Benfica ainda tem muito entulho no plantel que pode usar para render alguns milhões, mas JJ parece que gosta de plantéis com 30 jogadores.
Muito curioso e assustado com o futuro próximo, desportivamente claro que ainda podemos dar a volta mas o impacto financeiro desta derrota é enorme. A não ser que o Benfica faça 80 milhões ou mais em vendas o que significaria perder jogadores importantes como Rúben Dias o que faria o nível da equipa descer outra vez
O nível da equipa ter descido até aos níveis do ano passado e 2018 foi um trabalho que demorou algum tempo fruto da péssima gestão e prioridades da direção. Agora que se sentem ameaçados tentaram resolver tudo de uma vez atirando demasiado dinheiro ao problema num contexto de pandemia. Se acham que esta malta quer saber do Benfica e não deles mesmos não sei o que vos dizer.
O que acham da análise? Concordam ou discordam com o que disse? Acham que esta derrota não vai ter tanto impacto como eu penso que vai?
submitted by Itchy_eyeball to benfica [link] [comments]

Resultados do censo do /r/futebol 2020

Introdução
Primeiramente, obrigado a todos que responderam o censo! Tivemos 371 respostas esse ano, comparado com 68 em 2018.
Essa thread vai ser enorme. Nela, vou descrever e comentar sobre as estatísticas mais interessantes de cada uma das perguntas, principalmente respectivas aos 13 clubes grandes do Brasil. Quem preferir visualizar sozinho de maneira mais completa pelo google forms, aqui está o link do censo. Já quem gostaria de comparar com o último censo de 2,5 anos atrás, aqui está ele. Lembre-se que o censo foi separado em 4 categorias. Sinta-se à vontade pra pular pra categoria mais interessante (na minha opinião a 3) se não quiser ou não aguentar ler tudo. As perguntas estão numeradas e na mesma ordem que estavam no censo, então vocês também podem pular pra discussão das perguntas que acham mais interessantes.
Parte 1: Perguntas Demográficas
1) Aonde você nasceu? -- De 2018 pra cá, o subreddit ficou bem mais diversificado com esse quesito. Apesar de São Paulo continuar liderando, proporcionalmente o estado caiu muito. 76 (21%) dos usuários nasceram lá, enquanto que 22 (32%) ano passado. Rio Grande do Sul vem em segundo e Rio de Janeiro em terceiro, com 67 e 55 membros respectivamente (18% e 15%).
Curiosamente, apesar de ter metade da população e um futebol menos tradicional, o Paraná tem mais usuários do que Minas Gerais: 34 vs 25 (9% vs 7%). Outro fato bastante curioso são os estrangeiros. Os 4 portugueses nós já esperávamos, até por causa do Jorge Jesus. Mas além deles, 2 usuários nasceram em outro país da América do Sul, 3 na América do Norte, 2 em outro país da Europa, e 1 na Ásia, pra um total de 12 (3%) usuários que são estrangeiros. A proporção esse ano ficou parecida com a do censo passado, quando 2 (3%) dos usuários nasceram fora do Brasil. Fico muito curioso pra saber da vida desses usuários: se vêm de pais brasileiros ou simplesmente falam português e gostam da cultura e/ou futebol brasileiro.
2) Aonde você mora? -- Ranking muito parecido com o de nascimento, porém claro, com mais usuários morando no exterior do que nascendo lá. 30 (8%) usuários moram no exterior, sendo 13 (43% deles) na América do Norte. Essa proporção foi um pouco menor que os 9% de 2018.
3) Qual é o seu gênero -- 8 (2%) usuários são mulheres, enquanto em 2018 eram 2 (3%). Nenhuma surpresa aqui, quando combinamos duas coisas extremamente masculinas (futebol, e reddit para brasileiros).
4) Qual é sua cor ou raça? -- Similar ao censo do /brasil que agora perdi o link, 275 (75%) dos usuários são brancos, 70 (19%) pardos, 12 (3%) negros, 6 (2%) asiáticos, 2 (1%) árabes e 1 indígena. Tanto aqui quanto no gênero a gente vê que a população do /futebol não é nem um pouco representativa da população brasileira em geral.
5) Qual é sua idade? -- Semelhante ao censo passado, a faixa etária mais comum é 23 a 27 anos com 138 (37%) usuários. Em seguida vem 18 a 22 anos com 114 (31%), 28 a 32 anos com 66 (18%) e menos de 18 anos com 25 (7%). Os 2 (1%) usuários mais velhos têm entre 43 a 47 anos.
6) Qual é o seu grau de escolaridade? -- 159 (43%) usuários atualmente cursam o ensino superior. 77 (21%) têm graduação completa, 33 (9%) estão cursando pós-graduação, e 32 (9%) têm pós-graduação completa. Acho que seria bom ter separado mestrado e doutorado nessa questão. Talvez seja uma ideia interessante pro próximo censo.
7) Se você cursou ou está cursando o Ensino Superior, qual é sua área de formação? -- Dos 307 respondentes, 64 (21%) fazem ou fizeram Engenharia, 58 (19%) ciências sociais ou humanas, 47 (15%) ciência da computação ou similares, 35 (11%) administração e negócios e 34 (11%) direito. Essa é um pergunta complicada de analizar porque muitas pessoas escreveram "Other: xx" quando talvez se encaixava numa das opções dadas.
8) Qual é sua situação no mercado de trabalho? -- 146 (40%) usuários apenas estudam, enquanto 94 (26%) estudam e trabalham, 91 (25%) só trabalham e 34 (9%) estão desempregado.
9) Qual é seu status de relacionamento? -- Confirmando um estereótipo do reddit, 256 (69%) usuários estão solteiros. 79 (21%) em um relacionamento estável, 26 (7%) casados e 7 (2%) noivos. Me pergunto qual as porcentagens pra população brasileira em geral pra essa faixa etária. PS: não leiam as respostas manuais.
10) Há quanto tempo você usa o reddit? -- 89 (24%) usuários usam o reddit há mais de 5 anos, enquanto 69 (19%) usam há entre 1 e 2 anos. Apenas 41 (11%) usam há menos de 1 ano, sendo 17 desses (41% dos 41) há menos de 6 meses.
Parte 2: Futebol Como Passatempo
11) Há quanto tempo você acompanha o /futebol? -- Curiosamente, ao contrário da última pergunta, a maioria dos usuários são novos no pedaço. 133 (36%) entre 1 e 2 anos, 90 (24%) entre 6 meses e 1 ano e 73 (20%) há menos de 6 meses. Apenas 39 (11%) estão aqui há mais de 3 anos.
12) Que tipo de usuário você é? -- Aqui a gente vê algo que já é conhecido no reddit afora. A regra de Pareto, 80% do conteúdo é criado por 20% dos usuários.
228 (62%) usuários lêem as threads e/ou comentários mas raramente fazem o próprio, enquanto que 110 (30%) escrevem comentários mas raramente criam threads. Sobram apenas 30 (8%) que criam threads com certa frequência.
13) Como você descobriu o /futebol? -- Essa foi uma das questões mais surpreendentes pra mim. 207 (56%) usuários descobriram o /futebol no /brasil ou em outro lugar do reddit, enquanto que 148 (40%) simplesmente digitaram futebol no reddit torcendo pra existir. Apenas 7 (2%) vieram aqui por indicação de um amigo, enquanto que só 3 (1%) acharam o /futebol pelo google.
Para os veteranos que lembram do golpe ano passado, imagina se a gente tivesse migrado pro /FutebolBR? Ia perder um monte do fluxo de novos usuários.
14) Quantas partidas você costuma assistir por semana? -- 181 (49%) usuários assistem futebol 1 ou 2 vezes por semana, enquanto que 104 (28%) assistem 3 ou 4 vezes por semana e 33 (9%) assistem entre 1 vez por mês e 1 vez por semana. Apenas 19 (5%) usuários assistem 7 vezes ou mais por semana, enquanto que só 6 (2%) nunca ou quase nunca assistem. Uma ideia pro próximo censo seria separar as opções por 1, 2, 3, etc. invés de "1 ou 2".
15) Como você mais costuma assistir as partidas em casa? -- 159 (43%) costumam assistir por streaming, enquanto que 90 (24%) pelo premiere, 63 (17%) por TV a cabo sem ser premiere e 45 (12%) por TV aberta.
16) Você assistiu a quantas partidas no estádio em 2019? -- 178 (48%) usuários não assistiu nenhuma partida no estádio em 2019, o que eu achei bem curioso. 84 (23%) assistiram a 1 uma 2 partidas e 37 (10%) assistiram a 3 ou 4 partidas. Surpreendemente, 40 (11%) assistiram a 9 ou mais partidas ano passado.
17) Você costuma assistir partidas sem ser nem seu time nem seu rival jogando? -- Essa foi uma pergunta meio confusa que acho que precisa ser reformulada no próximo censo. Só não sei pra o que. Ainda assim, 188 (51%) usuários costumam assistir apenas jogo importante, enquanto que 138 (37%) aceitam assistir qualquer tipo de partida mesmo sem ser importante ou do seu time. 34 (9%) não costumam assistir partidas sem ser nem seu time nem seu rival jogando.
18) Você acompanha as ligas nacionais de quais países? (Selecione todas que acompanhar) -- 321 (87%) acompanham o Brasileirão, 231 (63%) a inglesa, 135 (37%) a espanhola e 100 (27%) a alemã. Apenas 57 (15%) acompanham a liga francesa do Neymar, e só 22 (6%) não acompanha nenhuma liga.
Há algumas diferenças interessantes perante ao censo passado. O Brasileirão caiu por 12% (67 ou 99% dos usuários em 2018) e a francesa caiu por 40% (17 ou 25% dos usuários em 2018), enquanto a alemã aumentou em 69% (11 ou 16% dos usuários em 2018). Interessante também os usuários que acompanham as ligas do Japão, da Austrália e da Nova Zelândia.
19) Você costuma assistir campeonatos estaduais? Se sim, quantos jogos? -- 187 (51%) usuários assistem vários jogos, inclusive contra times menores, enquanto que 118 (32%) assistem apenas jogos importantes e 59 (16%) raramente ou nunca assistem, ou só assistem só a final.
20) Se você acompanha campeonatos estaduais, você acompanha os de quais estados? (Selecione todos que acompanhar) -- Pra surpresa de ninguém, o Paulistão é o estadual mais badalado com 191 (55%) usuários acompanhando. Porém, apesar de termos mais gaúchos do que cariocas, o Campeonato Carioca ganha audiência de 162 (47%) usuários enquanto que o Gauchão apenas 106 (31%). Faz sentido, pois tem muita gente de outros estados que torcem pra times cariocas, e também porque simplesmente é um estadual mais competitivo.
Talvez por motivos parecidos, 49 (14%) usuários acompanham o Campeonato Mineiro enquanto que só 28 (8%) acompanham o Paranaense. Apenas 4 estados, Acre, Alagoas, Piauí e Roraima têm seus estaduais completamente ignorados pelo /futebol. Os resultados são parecidos com 2018, porém na época haviam 10 estados com 0 espectadores.
21) Como você acha que devem mudar os estaduais? (Tente selecionar a opção mais próxima da sua ideia) -- Chegamos à primeira pergunta suculenta e polêmica do censo. Apesar de eu ter pedido pra selecionarem uma das opções, muita gente quis detalhar sua ideia, o que efetivamente vira um voto nulo pro censo. Mas tudo bem.
119 (categoria A, 32%) usuários acham que o formato atual tá bom como tá ou deve apenas ser levemente reduzido, enquanto que 89 (categoria B, 24%) acham que times grandes devem entrar direto no mata-mata e 145 (categoria C, 40%) acham que times grandes devem parar de disputar estaduais.
Algo interessante que já era de se esperar foi a correlação entre a frequência que a pessoa assiste estaduais e sua opinião sobre o atual formato. Dos 159 usuários que assistem vários jogos, 43% tem opinião na categoria A, 16% na B e 41% na C. Dos 127 usuários que assistem apenas jogos importantes e/ou clássicos, 27% pertencem à categoria A, 35% à B e 38% à C. Dos 54 usuários que raramente ou nunca assitem, 29% pertencem à categoria A, 17% na B e 54% na C. Nos números deste parágrafo foram ignorados os usuários que “votaram nulo” no censo.
Apesar de fazer sentido na minha cabeça, não pôde ser visto uma correlação entre o entusiasmo do usuário sobre futebol e sua opinião sobre o formato de estaduais (i.e. usuários que assistem 2 ou menos partidas de futebol por semana vs usuários que assistem 3 ou mais partidas por semana).
22) Enquanto continuar existindo estaduais no formato atual, você acha que clubes grandes deveriam disputar com força máxima ou com reservas/sub-23? -- Semelhante à última pergunta, 179 (49%) usuários querem força máxima em clássicos e decisões e sub-23 nos demais, 150 (41%) querem sub-23 sempre e apenas 33 (9%) querem força máxima sempre.
23) Antes da pandemia, você jogava futebol? -- 202 (55%) usuários não costumavam jogar. Até que faz sentido pela demografia (ou estereótipo) do reddit. 61 (17%) usuários jogavam menos de 1 vez por mês, enquanto 45 (12%) 1 vez por semana. Apenas 8 (2%) jogavam 3 vezes por semana ou mais.
24) Você costuma assistir futebol feminino? -- 249 (68%) usuários não assistem, enquanto que 101 (28%) assistem às vezes e apenas 12 (3%) assistem com certa frequência. Além disso, 4 usuários escreveram "somente olimpiadas ou copa do mundo".
25) Além do futebol, qual outro esporte você costuma assistir? (Selecione todos que assistir) -- Esse foi talvez o meu maior erro no censo. O Ayrton Senna tá se revirando no caixão, tadinho. Eu esqueci de incluir Fórmula 1! Num censo pra brasileiros! O esporte que eu vejo meu vô assistir todo domingo! Esqueci o Tênis tambem mas no Brasil esse é esquecível, azar. Em minha defesa eu ainda dei um google "esportes mais assistidos no brasil", mas só apareceu um monte de artigo sobre os esportes mais praticados.
Anyway, essa pergunta me surpreendeu um monte. O grande líder foi e-sports com 143 (39%) usuários dando audiência. Basquete veio em segundo com 131 (36%) e futebol americano em terceiro com 95 (26%), enquanto que 86 (24%) usuários só assistem futebol. Me surpreendeu também que os esportes que eu achava populares no Brasil, luta e vôlei, só tem 56 (15%) e 46 (13%) usuários assistindo, respectivamente. E o futsal que é o mais parecido com o futebol só tem 28 (8%) espectadores. Curiosamente, temos um usuário que assiste xadrez, um curling e um punhobol. Não me pergunta o que é isso. Also, tivemos 4 usuários que selecionaram tanto um esporte quanto “nenhum, só o futebol.” 🔔🔔 Shame 🔔🔔 Shame 🔔🔔 Shame 🔔🔔.
No próximo censo, além de acrescentar Fórmula 1, acho que seria uma boa ideia separar e-sports em CS, LoL, DotA e FIFA/PES. Não sei se esses são o top 5 ou tem mais.
Parte 3: Futebol Como Paixão
26) Qual é o principal clube pro qual você torce? -- Essa pergunta foi bem interessante. Era óbvio que o Flamengo iria ganhar, por ter a maior torcida e tar em ótima fase. 71 (19%) tem o Flamengo como time principal. Mas a grande surpresa pra mim foi o Grêmio aparecer em segundo com 49 (13%), atropelando o Corinthians com seus 35 (10%). Tu pode pensar “faz sentido porque muita gente coloca o Corinthians como segundo time”, mas não, apenas 1 usuário colocou, enquanto 2 colocaram o Grêmio.
Fora isso, temos Inter e São Paulo empatados com 33 (9%), Palmeiras com 24 (7%) e Vasco com 20 (5%). O Atlético-MG com 15 (4%) tem quase o dobro que o Cruzeiro com 8 (2%). Isso pode ser um sintoma da fase horrível do Cruzeiro.
27) Aproximadamente o quão longe você mora do estádio do seu time? -- Outra surpresa, 114 (31%) usuários moram a mais de 500km do estádio do seu time. Apenas 77 (21%) moram a menos de 10km, enquanto que 60 (16%) moram entre 10km e 30km e 38 (10%) moram entre 30km e 100km.
28) Você se considera torcedor de dois clubes brasileiros? -- E aqui temos outra pergunta polêmica, que quer saber não apenas sim ou não como tambem tua opinião. Nessa, a descrição vai ser longa. Daqui em diante vou chamar os usuários que responderam sim de “bitorcedores.”
Superficialmente, apenas 59 (16%) usuários torcem pra dois clubes. 145 (39%) não mas respeitam, 72 (20%) não e nem tem opinião e 91 (25%) não e acham um absurdo. Mas a gente não vai parar na superfície.
Acho que todos nós esperávamos que o Flamengo seria o clube mais popular entre os bitorcedores. E de fato ele foi. Mas eu esperava que seria por uma diferença muito mais gritante. Apenas 12 dos 56 (21%) bitorcedores torcem pro Flamengo. Em segundo lugar vem o São Paulo com 9 (16%), e em seguida, de maneira surpreendemente, Grêmio e Inter empatados com o Corinthians com 7 torcedores cada (13%). Por outro lado, 2 (4%) bitorcedores torcem pro Santos, e 1 (2%) pra cada um de Cruzeiro e Atlético-MG. Segue a tabela completa mais pra baixo, mas antes disso deixa eu explicar ela melhor.
Comparando a quantidade de bitorcedores com o total de torcedores pra cada clube, vemos que a grande maioria (8 dos 13) tem entre 13% e 19% da sua torcida torcendo pra um segundo clube. A maior proporção foi do Athletico, onde 3 dos 11 (27%) torcedores torcem pra um segundo clube. Já as menores foram do Botafogo (0 dos 5) e Atlético-MG (1 dos 16, 6%). São Paulo tem 9 dos seus 38 (24%) torcedores torcendo pra outro time, enquanto o Santos tem 2 dos 8 (25%). Note que o Flamengo, alvo desse stigma, tem uma proporção normal, considerando que 12 dos seus 71 (16%) torcedores torcem pra um segundo time.
Por último, vemos a proporção de usuários por clube que acha um absurdo torcer pra 2 times. O Atlético-MG foi disparado o clube mais intolerante, onde 11 dos seus 16 (69%) torcedores acham um absurdo uma pessoa ter dois clubes do coração. Já o Athletico tem 5 dos seus 11 (45%) torcedores pensando dessa forma, enquanto o Flamengo tem 7 dos 76 (9%) e o São Paulo 3 dos 38 (8%) achando um absurdo torcer pra dois times. A tabela completa com toda essa informação para os 13 grandes aparece abaixo.
Time X Dos usuários que torcem pra 2 times, o número que torce pro time X Dos usuários que torcem pra 2 times, a % que torce pro time X Dos torcedores do time X, a % que torce pra 2 times Dos torcedores do time X, o número que acha um absurdo Dos torcedores do time X, a % que acha um absurdo Número total de torcedores do time X
Athletico 3 5% 27% 5 45% 11
Atlético-MG 1 2% 6% 11 69% 16
Botafogo 0 0% 0% 0 0% 5
Corinthians 7 13% 19% 8 22% 36
Cruzeiro 1 2% 13% 3 38% 8
Flamengo 12 21% 16% 7 9% 76
Fluminense 2 4% 17% 3 25% 12
Grêmio 7 13% 14% 17 33% 51
Inter 7 13% 19% 12 33% 36
Palmeiras 5 9% 19% 3 12% 26
Santos 2 4% 25% 1 13% 8
São Paulo 9 16% 24% 3 8% 38
Vasco 4 7% 16% 7 28% 25
29) Qual é o segundo clube (aquele que fica geograficamente mais longe de você) pro qual você torce? -- Essa pergunta ficou meio confusa porque usuários organizaram de forma diferente o primeiro e o segundo clube. Não sei como reformular ela no próximo censo. Talvez “qual é o segundo clube (aquele que for “maior”) pro qual você torce”?
De qualquer forma, as estatísticas interessantes já aparecem na última pergunta. Aqui, vemos que 275 (77%) usuários não têm segundo clube, enquanto 5 (1%) torcem pra cada um de Flamengo, Vasco, São Paulo e por incrível que pareça, Paysandu. Curiosamente, 3 (1%) escolheram o Milan.
30) Fora o maior rival, qual clube você mais quer ver perder? -- Outra pergunta suculenta sugerida por algum usuário aqui há muito tempo atrás. Essa também vai ter uma discussão enorme, então botem o cinto gurizada.
Superficialmente, pra surpresa de pouca gente, nós vemos o Flamengo sendo o clube mais desprezado do Brasil, com 96 (26%) usuários querendo vê-los perder. Curiosamente, isso é muito maior do que a quantidade de usuários que apenas querem o mal pro rival (60, 16%) e que não querem o mal pra ninguém (36, 10%). O Corinthians é claro vem em segundo com 60 (16%). Palmeiras tem 38 haters (10%) e São Paulo 14 (4%). Pra minha surpresa, apesar de todas suas falcatruas, Cruzeiro tem apenas 11 (3%) e Fluminense só 8 (2%). Meu tio sempre teve a opinião de que o pessoal fora do RS não gosta do Grêmio por considerar ele um time argentino, mas não vemos isso aqui. 0 usuários escolheram ele, enquanto apenas 2 (um torcedor do Caxias e outro do Grêmio) desprezam o Inter.
Mas podemos ir mais fundo. Primeiramente, tal como ilustrado acima, houve muitos usuários que selecionaram o nome do seu rival invés de selecionar “Apenas quero o mal pro meu rival.” Talvez fosse melhor reformular essa pergunta pra “qual clube de outro estado você mais quer ver perder.” Enfim, pra diminuir esse problema com os dados, eu editei cada usuário que escolheu o nome do seu rival para “apenas quero o mal pro meu rival.” Clubes gaúchos, mineiros e paraenses foram fáceis. Para os cariocas, eu considerei o Flamengo como rival de todos os outros três grandes, enquanto que o Vasco e Fluminense são simultaneamente rivais do Flamengo, mas o Botafogo não. Já em SP, o Corinthians, São Paulo e Palmeiras são simultaneamente rivais um do outro, enquanto o Santos ficou sem rival.
Levando em consideração apenas torcidas de tamanho médio (4 ou mais), sobram 351 usuários. As maiores diferenças são no Palmeiras e São Paulo. O primeiro caiu para 27 (8%) usuários que o desprezam, enquanto que o São Paulo caiu para 4 (1%).
Os clubes que mais desprezam o Flamengo são o Santos (6 dos 8, 75%), Atlético-MG (10 dos 15, 67%), e Palmeiras (14 dos 24, 58%). O único clube com muitos torcedores (10 ou mais) que não quer ver o Flamengo perder mais que todos os outros foi o Inter. 8 dos 31 (26%) colorados desprezam o Flamengo, enquanto que 17 (55%) despreza o Corinthians. Isso faz sentido, porque o Corinthians “roubou” um Brasileirão em 2005 enquanto o Flamengo meteu 5 a 0 no Grêmio ano passado.
Dos clubes com poucos torcedores, Ceará (0 dos 5) e Santos (0 dos 8) são os com mais desgosto no coração (0 torcedores “não querem o mal pra ninguém”), enquanto que Cruzeiro é o mais pacífico (3 dos 7, 43%). Dos clubes com muitos torcedores, Atlético-MG (0 dos 15), Athletico-PR (0 dos 11) e Inter (1 dos 31, 3%) são os com maior antipatia por outros clubes, enquanto que o São Paulo (4 dos 37, 11%) é o mais pacífico.
Segue a tabela completa para quem quiser ver. Para ler a tabela: 20% dos 15 torcedores do Atlético-MG, por exemplo, querem o mal apenas pro seu rival, 7% pra cada um de Corinthians e Fluminense e 67% pro Flamengo.
31) Fora o(s) seu(s) clube(s) do coração, com qual clube você mais simpatiza? -- Uma pergunta um pouco diferente da de dois torcedores. Temos usuários que torcem pra dois times e simpatizam com um terceiro. Temos usuários que torcem só pra um time mas simpatizam com outro. E temos usuários que não simpatizam com nenhum - especificamente, 103 (28%).
Dos times com simpatizantes, pra minha surpresa, a Chape ficou apenas em segundo com 22 (6%) usuários. O time mais simpático do /futebol é o Vasco com 26 (7%). O Bahia fecha o pódio com 19 (5%). Fora isso, podemos ver algumas curiosidades ao analizar mais profundamente.
Dos 86 torcedores da dupla grenal, 3 (3%) deles simpatizam com o arquirival, enquanto que 1 vai mais longe e considera o arquirival seu segundo time. Curiosamente, essa pessoa mora em Porto Alegre ou região (i.e., a menos de 10km do estádio). Nenhum dos 24 Cruzeirenses e Atleticanos torce ou sequer simpatiza com o rival. Nenhum dos 20 Coritibanos e Athleticanos torce ou sequer simpatiza com o rival. Dos 5 torcedores do Botafogo, 1 (20%) simpatiza com o Fluminense, enquanto que dos 76 torcedores do Flamengo, 1 simpatiza com o Botafogo. Curiosamente, 2 (3%) torcedores do Flamengo e 1 dos 25 (4%) torcedores do Vasco desprezam o Botafogo acima de todos os outros. Dos 38 torcedores do São Paulo, 3 (8%) simpatizam com o Santos, enquanto que dos 36 torcedores do Corinthians, 1 (3%) simpatiza com o Santos.
32) Você participa de alguma torcida organizada? -- Gostei dessa pergunta. E até fiquei surpreso com os resultados. Temos 9 (2%) usuários do sub que atualmente participam de uma torcida organizada. Além disso, temos 2 (1%) usuários que já participaram delas. Um falou que parou por “questões de tempo, responsabilidades e etc.” enquanto o outro comentou “acho que são importantes no estádio, mas a estrutura e cultura delas é lamentável” (eu gostaria de ouvir mais sobre isso).
Fora isso, 182 (49%) usuários responderam “não, e sou indiferente,” 93 (25%) “não, mas apoio elas,” 59 (16%) “não, e odeio elas” e 20 (5%) “não, mas tenho amigos que participam.” Dos usuários que escreveram sua propria resposta, um colocou “gosto da festa e não gosto da briga,” outro “não, mas sei que a maioria dos seus integrantes não são bandidos infiltrados,” mais um “não, e acho que as vezes atrapalham o futebol, porém algumas fazem um trabalho fenomenal (Fortaleza),” e por último “não participo, gosto da festa que fazem, mas são problemáticas na questão da violência.”
Parte 4: Futebol Como Profissão
33) Você já tentou seriamente virar jogador de futebol profissional? -- Uma pergunta interessante que eu não tinha muitas esperanças de receber um “sim”, mas ainda assim recebemos. 1 usuário conseguiu enquanto 24 (7%) tentaram mas não conseguiram. Outros 22 (6%) tiveram parentes que conseguiram. 318 (86%) simplesmente nunca tentaram.
Outra coisa interessante foram as respostas manuais. Um usuário escreveu “joguei em categorias de base mas nunca tive ambição,” outro “jogo nas categorias sub 17,” e o meu favorito, “não, mas tive um ex-colega que treinou no Internacional e teve chance de ir para o Real Madrid, mas foi tonto e perdeu a chance porque não quis ficar longe da família.” Imagina se o Messi tivesse pensado dessa forma. Imagina se tivesse alguém com ainda mais talento que o Messi mas que pensou dessa forma e o talento nunca floresceu. Perguntas interessantes.
34) Você já tentou ganhar a vida do futebol sem ser jogador, pelo menos por um tempo? Se sim, como? -- Pergunta parecida com a anterior, porém mais ampla. Ainda assim, não gostei dela. Ela teria que separar “tentei e não consegui” de “tentei e consegui,” e talvez “tentei, consegui, e continuo conseguindo.” Mas não tenho nem ideia qual o melhor jeito de fazer isso.
De qualquer forma, 344 (93%) usuários nunca tentaram. Dos 26 que tentaram, 10 (38%) foram como apostador, 5 (19%) como jornalista, 2 (8%) como técnico, 1 (4%) como dirigente e 1 como narrador. Nenhum usuário selecionou Youtuber da lista, mas um escreveu “além de Youtuber, também planejo ser Técnico ou Preparador.” Além disso, um usuário escreveu que já estagiou em medicina do esporte no Athletico, outro “Quadra de Futebol Society,” mais um “Faltou e-Sports aí na lista,” enquanto outro afirmou ser diretor do Criciúma!
Conclusão
Então é isso. Termina mais um censo do /futebol. Espero que vocês tenham achado interessante. Mas lembrem-se que não dá pra extrapolar muito os dados desse censo, e que a população do /futebol não é nada representativa da população de torcedores brasileiros de futebol. Agora pra sair outro censo acho que talvez só em 2022, então aproveitem esse.
submitted by Malarazz to futebol [link] [comments]

Essas são as loucuras que chegam no grupo da minha família

Copiar na íntegra o que minha tia mandou no grupo...
A ONDA CHINA FALIU COM O TIRO SAINDO PELA CULATRA!
Luiz Soares.
O mundo dormiu e acordou invadido por uma onda chinesa, leia-se Partido Comunista Chinês, de uma forma devastadora. O seu primeiro artefato nos atingiu na saúde, com a introdução do vírus denominado Corona 19. O mundo voltou a era das cavernas. O povo acuado e morrendo. A economia parou sistematicamente. Tudo parou.
Falam que a China ganhou a terceira guerra mundial sem gastar um só cartucho. Ledo engano. Para criar toda a sua estratégia, de modo a se transformar na Senhora do Mundo, contava com muitos trilhões de dólares, em títulos do tesouro americano. Assim quebrando a economia e, com a ajuda de muitos governadores e prefeitos da America do Sul, manteve o povo em condições de ditadura absoluta, chegaria e compraria os nossos principais meios de geração, produção e serviços essenciais.
Como toda ação corresponde a uma reação, esqueceram de combinar com o Sr. Trump. Em uma jogada de espetacular estrategista, mudou dispositivos que não mais permitem que os referidos milhões de títulos, do tesouro americano não mais podem ser convertidos em dólares. Pronto !!!Soltou a Terceira Bomba Atômica em solo Chinês. Os trilhões não valem mais que migalhas, são papeis podres.
Num segundo momento desviou toda a sua frota de submarinos atômicos, aviões bombardeios e navios de guerra, junto com porta-aviões para o sul da china. A ideia, primeiro e não permitir a vinda de navios chineses para o lado ocidental e também proteger o Japão. Segundo tomar uma ilha ao sul, onde tem uma base chinesa, acabando com a sua mobilidade no Atlântico.
Ainda como represália, Trump aconselhou o fechamento de todos os investimentos americanos na China, juntamente com o apoio do Japão. Esses empreendimentos, altamente produtivos, serão desviados para a Índia. Neste caso o PIB Chinês, vai chegar a zero! Fim do domínio Chinês do Comunista!
Cá com os nossos botões muitos governadores, inclusive o Dória que se alvoroçou a quebrar e vender São Paulo para os chineses. também outros idiotas governadores do Nordeste especialmente, além de outros tantos prefeitos e suas laias, estão com os pês, as mãos atadas e, muito mais DESMORALIZADOS e o povo conhecendo agora suas verdadeiras índoles de cunho esquerdista
O mundo acordou !!! E começa a respirar os novos ares de Liberdade Total graças a Deus !!
Também no Brasil, o nosso Presidente finalmente deixou transparecer que sabe e pode mexer, jogando como estrategista no cenário da política nacional. Peitou o STF, ainda que de forma MONOCRATICA, desta feita, no caso do celular. O que era supostamente destruidor, como vídeo, mostrou o quanto o Bolsonaro sabe como está e pra onde deve levar o Brasil.
Portanto DUPLA e gloriosa vitória do mundo ocidental, sobre a ânsia insana do Partido Comunista Chinês e de traidores da nossa Pátria ! E cá para as nossas bandas, podemos bradar orgulhosos:
BRASIL ACIMA DE TUDO E DEUS ACIMA DE TODOS! Silvia Cruz: A casa vai cair! Você sabia que foi FHC quem criou a Bolsa Ditadura ou Bolsa Terrorista, benefício imoral dado a ex-bandidos e ex-terroristas dos anos 60 e 70?
Sabia que FHC foi o primeiro a receber este benefício, mesmo tendo ficado apenas algumas horas preso (acusado de subversão e conspiração contra o regime) no DOPS nos anos 60?
Você sabia que aproximadamente 20 mil anistiados recebem a “Bolsa Ditadura”? Entre eles; Lula, Dilma, Fernando Henrique, Zé Dirceu, José Genuíno, Chico Buarque, Gilberto Gil, Caetano Veloso, Marieta Severo, Miriam Leitão e muitos outros recebem o benefício mensalmente e são isentos de pagar Imposto de Renda. Sendo que desses 20 mil, 10 mil recebem indenizações mensais acima do teto constitucional (R$ 33.763,00).
Além desse benefício, o Lula, a Dilma e o Fernando Henrique, recebem também a aposentadoria como ex-presidentes que é: R$ 30.471,00. Essa esquerda maldita tira dos cofres públicos mensalmente a bagatela de R$ 365 milhões, R$ 4,38 bilhões por ano, pagos por nós, otários!
O governo Bolsonaro já mandou auditar o benefício e pode acabar com essa farra. Por isto é que eles estão desesperados com receio de perderem esta mamata. Vamos compartilhar essa festança com dinheiro público para que todos saibam. POR FAVOR SE VOCÊ É UM PATRIOTA, CONSERVADOR, E LUTA POR UM BRASIL MELHOR , COMPARTILHE O MÁXIMO QUE PUDER!!!
submitted by jhacksondiego to brasil [link] [comments]

GUIA NOFAP

"Esse guia foi criado com base em experiência pessoal e conhecimento obtido, sua utilidade é orientar e ajudar quem precisa em relação ao nofap, todo tempo dedicado em sua criação foi pensado em dar assistência a quem está com dificuldade"
🕘 Tempo: 365 dias  
Protocolo de guerra  
Nível: easy mode
❌ Pornô
❌ Masturbação
 
Nível: hard mode
❌ Pornografia em geral
❌ Masturbação
❌ Orgasmo
 
Hierarquia
(+365 dias) - Monge ♾️
(200-364 dias) - Rei 👑
(150-199 dias) - General ⭐⭐⭐
(100-119 dias) - Coronel ⭐
(90-99 dias) - Major 🎖🎖🎖
(80-89 dias) - Capitão🎖🎖
(70-79 dias) - Primeiro Tenente🎖
(60-69 dias) - Segundo Tenente🏅
(50-59 dias) - Asp. a Oficial ⚜️⚜️⚜️
(40-49 dias) - Subtenente ⚜️
(30-39 dias) - Primeiro Sargento🥇
(20-29 dias) - Segundo Sargento🥈
(10-19 dias) - Terceiro Sargento🥉
(5-9 dias) - Cabo🎗
(0-4 dias) - Soldado 🎽
 
Possíveis chances
(0,5%) - Monge ♾️
(1%) - Rei 👑
(3%) - General ⭐⭐⭐
(5%) - Coronel ⭐
(7%) - Major 🎖🎖🎖
(10%) - Capitão🎖🎖
(15%) - Primeiro Tenente🎖
(20%) - Segundo Tenente🏅
(25%) - Aspirante a Oficial ⚜️⚜️⚜️
(30%) - Subtenente ⚜️
(40%) - Primeiro Sargento🥇
(50%) - Segundo Sargento🥈
(70%) - Terceiro Sargento🥉
(90%) - Cabo🎗
(100%) - Soldado 🎽
 
Benefícios e Progresso
Dia 1: Você vai sentir ansiedade e animação para chegar em grandes períodos, você tem um objetivo de chegar em longos períodos como uma semana ou mais, nesse momento o cérebro não sabe o que abstinência sexual, o que lhe ajuda a começar essa jornada lendária.
 
Dias 2 e 3: Nesses dois dias não haverá nada além de energia, auto estima, alegria e animação, você sentirá grande empolgação nesses dias pois seu cérebro jamais sentiu algo assim antes graças aos anos de masturbação.
 
Dia 4 ao 7: Energia, empolgação e satisfação muito fortes, primeiro sinal do corpo respondendo com noites saudáveis e confortáveis de sono sem interrupções.  
Dia 7 ao 13: Renovação de sêmen, o dia em que o pique de testosterona sobe e o libido sofre mutações, a voz engrossa bastante, e começam ideias inteligentes e ideias sem motivo específico, isso seria mais uma dose de empolgação para persistir nessa lendária jornada.
 
Dia 13: O dia que o corpo se prepara para segunda semana, onde ocorre novamente uma renovação de sêmen e a última mutação no libido antes dos próximos 20 dias onde a voz engrossa novamente, e grande satisfação por já ter chegado a um longo período.
 
Dia 14 ao 21: Aqui começa o perigo, você deve estar convencido que seu corpo vai te dar demonstrações claras de falta de orgasmo causada pelo erotismo e masturbação, ai começa as intensas abstinências sexuais (vontade de fazer sexo ou se masturbar intenso) causado pela produção de sêmen, grande chance de recaídas nesse dia, tome cuidado, corra pro banho gelado, veja vídeos motivacionais, nesse dia ao 21 não haverão tantos benefícios.
 
Dia 21 ao 30: Se chegou nesse dia, significa que sobreviveu a abstinência sexual, parabéns! Mais saiba que esse era só o começo, o real desafio começa agora, o pique de produção de sêmen sobe absurdamente, e ao invés de te deixar excitado, ele na verdade te faz sentir perca de benefícios, tristeza, falta de animação, preguiça, estresse, agressividade e arrogância seguida de demonstração de masculinidade, muitos desistem nesse dia graças aos hormônios desgovernados e vão se masturbar, mais seja forte, medite, coma coisas saudáveis, tome banho frio, veja vídeos motivacionais, isso irá te ajudar um pouco em sua bipolaridade e vontade de fazer sexo e/ou se masturbar, aliás, chegar nesse tempo e desistir atoa não compensa.
 
Dia 30 ao 36: Fim da terrível FlatLine que ocorre dentre os dia 21 ao 29, aqui começa a jornada Alpha de verdade, acabam o estresse, depressão e sensação de perca de benefícios, benefícios voltam triplicados e grande sensação de felicidade sem motivo específico, a produção de sêmen continua, o pique de testosterona também, mais não se preocupe pois agora você não vai mais sentir abstinência nem as sensações da FlatLine.
 
Dia 36 ao 90: Manifestações de benefícios extraordinários como clareza mental, concentração alta, atração de mulheres e pessoas por você, as pessoas te elogiam, se sentem bem perto de você, melhores notas, desempenho na escola e trabalho muito acima da média, grande conforto e animação dias e noites, e conforto ao dormir.
 
Dia 91/♾: Você irá sentir tudo isso muito mais forte.
   
Aspectos importantes
🎯 Foco
🧩 Estratégia
💪🏼 Força
👊🏻 Objetivo
🧠 Mentalidade
🏰 Estrutura
⚠️ Atenção
⚖️ Equilíbrio
⚡Transmutação Sexual
🕹️ Autocontrole
📈 Progresso
🛡️ Bloqueio
🗡️ Ataque
⚔️ Luta
💭 Pensamento
🔄 Restauração
♻️ Renovo
🏆 Vitória
 
Armadilhas e consequências
🔫 Gatilhos
❓ Curiosidade
🚨 Problemas
📉 Regresso
☠️ Derrota
 
Devidos cuidados ás práticas:
  1. Sexo: é permitido no easy mode desde que seja algo natural sem a inclusão de pornografia durante ele, porém no hard mode não se deve ter nenhum tipo de orgasmo;
  2. Edging: seria estimular-se continualmente só que sem ejacular, no easy mode só perderia se acabasse ejaculando, já no hard mode é proibida está prática;
  3. Peaking: seria pesquisar fotos e imagens sensuais nas redes sociais ou na internet mas que não sejam totalmente pornográficas e explícitas, no easy mode não teria problema caso o conteúdo não fosse totalmente pornográfico, porém no hard mode conta como uma forma de recaída.
 
Dicas e Orientações
 
Lembrem-se: isso é apenas um guia para que se possa organizar a mente em relação ao nofap e tem o objetivo de ajudar, informar e motivar. Pode ser que não traga a solução porque essa depende de cada um, mas será de grande ajuda bastante para aqueles que se empenharem em seguir e prestarem a devida atenção.
 
Compartilhem para quem precisar
submitted by Valeyard1 to Copicola [link] [comments]

Eu queria agradecer muito esse sub

Olá amigos,
Eu queria agradecer este sub pelas indicações de estudo e leitura. Não só individualmente em relação ao aprimoramento pessoal. Mas eu sou uma pessoa que tenho uma dificuldade enorme de me relacionar com meu pau. Um dos únicos tópicos que que me excita é sobre trading, traps, e independência financeira.
Ano passado comprei um livro de indicação aqui do sub de análise quântica, numa época em que eu estava me aventurando com bots de investimento e isso me ajudou muito. As dicas do Ferri acalmaram muito meu pau e deu muito mais estratégia para a forma como eu invisto. Mas senti que isso tudo era meio chato apesar de muito útil.
Esse ano eu dei pra ele outra indicação do sub, adquirida na Augusta, e ele amou. Foi uma das melhores experiências dele na vida. Que ele levou 60 segundos pra aprender as lições daquele dia. Botou até minha irmã mais nova no meio. Me disse que eu tenho que meter também. Nunca vi meu pau tão animado com algo assim.
Muito obrigado por essas indicações! Não só por serem muito boas como educação financeira, mas por me ajudarem a me aproximar do meu pau :)
submitted by jacksonof5 to farialimabets [link] [comments]

Cavalo Mangalarga Marchador – Saiba tudo sobre a raça!

Cavalo Mangalarga Marchador – Saiba tudo sobre a raça!
Os primeiros cavalos chegaram ao Brasil na época do descobrimento, mas só por volta de 1800 alguns animais de elite começaram a ser enviados para cá. A partir daí, deu-se início a formação do cavalo Mangalarga Marchador.
O Margalarga deveria ser chamado de cavalo Junqueira, mas acabou ganhando o nome Mangalarga. Uma história que começou em 1750 quando João Francisco Junqueira conseguiu com a coroa uma imensa faixa de terra na região do Sul de Minas Gerais, em Cruzilia, para plantar, criar gado e cavalos.
História do Mangalarga Marchador
A raça Mangalarga Marchador é tipicamente brasileira e surgiu no Sul de Minas, através do cruzamento de cavalos da raça Alter – trazidos da Coudelaria de Alter do Chão, em Portugal – com outros cavalos selecionados pelos criadores daquela região mineira.
A base de formação dos cavalos Alter é a raça espanhola Andaluza, cuja origem étnica vem de cavalos nativos da Península Ibérica, germânicos e berberes. Os cruzamentos dessas raças deram origem a animais de porte elegante, beleza plástica, temperamento dóceis e próprios para a montaria.
Os primeiros exemplares da raça Alter chegaram ao Brasil em 1808, com D. João VI, que se transferiu para a Colônia com a família real. Os cavalos dessa raça eram muito valorizados em Portugal e a família real investia em coudelarias (haras) para o aprimoramento da raça. A Coudelaria de Alter foi criada em 1748 por D. João V e viveu momentos de glória durante o século XVIII, formando animais bastante procurados por príncipes e nobres europeus para as atividades de lazer e serviço.
Quando Portugal foi invadido pelas tropas francesas de Napoleão Bonaparte, inúmeras fazendas de criação de cavalos da raça Alter, inclusive a Coudelaria Alter do Chão, foram saqueadas. Nos anos subseqüentes, os cavalos Alter remanescentes no país foram cruzados com diversas raças, principalmente com a raça Árabe.
Mas quando D. João deixou Portugal, trouxe para o Brasil alguns dos melhores eqüinos da Coudelaria Alter do Chão. Dos animais que vieram para o Brasil antes da invasão francesa e, portanto, puro exemplares da raça Alter, descende o garanhão ‘Sublime’, considerado o marco inicial da raça Mangalarga Marchador.
A tradição oral nos conta que em 1812, Gabriel Francisco Junqueira, o Barão de Alfenas, teria recebido como presente do Imperador o garanhão Sublime. Gabriel Francisco teria, então, usado largamente esse reprodutor em suas éguas na Fazenda Campo Alegre, no Sul de Minas (a fazenda era uma herança de seu pai João Francisco Junqueira), daí resultando a base do que viria a ser o Mangalarga Marchador. As primeiras crias desses cruzamentos foram também chamadas de Sublime.
Quanto às éguas brasileiras utilizadas nos cruzamentos, estas foram originadas dos primeiros animais introduzidos no Brasil pelos colonizadores, sendo a maioria de sangue Berbere e Andaluz.
Desde o início dos trabalhos de sua seleção, Gabriel Francisco Junqueira levou em consideração o andamento cômodo, a resistência, rusticidade e o brio dos animais de sua criação. Naquela época, como o cavalo era o único meio de transporte, a notícia da existência de cavalos de andamento cômodo na Fazenda Campo Alegre despertou um grande interesse em todo o Sul de Minas e vários criadores adquiriram animais do Barão de Alfenas.
Alguns pesquisadores, porém, apontam algumas contradições assim como relatos dos descendentes diretos do Barão de Alfenas que não apóiam esta versão. Segundo os mesmos, as datas, tipo de cavalo presenteado, origem do cavalo, etc. não são compatíveis com dados históricos da época.
(Sugerimos a leitura da seção O Barão de Alfenas, do livro MANGALARGA MARCHADOR – E os outros Cavalos de Sela no Brasil de Rosalbo F. Bortoni, para entender melhor a participação do Barão de Alfenas na origem do Mangalarga Marchador.)
Responsáveis
A História do Mangalarga está intimamente ligada à História dos homens que povoaram o Sul de Minas, a partir dos primeiros anos do século XVII. Estes primeiros habitantes da região eram mineradores, atraídos pelas noticias que se espalharam da ocorrência de muito ouro nos rios e ribeiros daquelas terras.
Com o passar dos anos, a mineração foi sendo substituída pela agropecuária, com especial atenção para gado leiteiro e eqüinos para o trabalho.Algumas das famílias que se instalaram nesta região tornaram-se ancestrais de várias das mais tradicionais famílias mineiras, como os Junqueiras, os Resendes, os Andrades, os Meirelles, os Reis, os Ferreiras, os Carneiros, para citar apenas algumas.
Houve deslocamento dos que se interessaram pela agropecuária para a região de Baependi, Aiuruoca e São Tomé das Letras, onde já havia alguns moradores. Ali, nas terras mais férteis e nos campos mais vastos e de melhor topografia, os novos habitantes encontraram melhores condições para o que pretendiam, que era desenvolverem-se na agropecuária.

Foi então que se iniciou a seleção dos cavalos que viriam a ser os Mangalarga.
O Início do Mangalarga Marchador
Uma das famílias que se instalou na região das Comarcas de Baependi e Aiuruoca foi a de Helena Maria do Espírito Santo, que se casou com João Francisco Junqueira, o patriarca da família Junqueira.
Os descendentes de Helena Maria e João Francisco, ao começarem a trocar suas atividades de mineração pela agropecuária, desenvolveram um tipo de cavalo de porte médio, bastante forte, rústico e de boa ossatura. O andamento variava do diagonalizado até o lateralizado puro.
A seleção inicial se fez principalmente visando o andamento cada vez mais cômodo, trabalho esse que veio resultar na marcha batida ou picada, conforme a localização de cada núcleo. Naqueles mais próximos à região de maior influencia da mineração a preferência era pela marcha picada. Nos mais próximos a Baependi, Aiuruoca, São Tomé das Letras, em que a atividade principal passara a ser a pecuária, havia clara preferência pela marcha batida.
O essencial, entretanto, era que o cavalo fosse rústico, confortável para o cavalheiro, frugal e esperto.

https://preview.redd.it/k7iex6zcuvp51.jpg?width=945&format=pjpg&auto=webp&s=50ef5c1339cd8ecd0442097acf46f39b3051a5f0
Houve, portanto, uma seleção natural e os animais mais capazes e que atendiam os objetivos dos criadores deram os primeiros passos para o aparecimento das linhagens.
Início das Linhagens
As primeiras notícias que se têm sobre seleção e aprimoramento de cavalos são a partir de João Francisco Filho, com maior ênfase para a atuação de José Frausino, seu filho (filho e neto, respectivamente, de Helena Maria Espírito Santo e João Francisco Junqueira), que estabeleceram-se na Fazenda do Favacho.
Fazenda Campo Alegre
Propriedade do patriarca da família Junqueira, João Francisco Junqueira. Ali nasceu, em 1782, seu filho Gabriel Francisco Junqueira, depois Barão de Alfenas. Gabriel Francisco se casou com Ignácia Constança de Andrade e tiveram 10 filhos. Entre eles, dois se destacaram na criação de cavalos: Francisco Gabriel de Andrade Junqueira, chamado Chiquinho do Cafundó, de quem descendem os proprietários da Fazenda Tabatinga, e Antônio Gabriel Junqueira, da Fazenda Narciso, onde também se criaram famosos reprodutores da raça.
A Gabriel Francisco Junqueira, que continuou residindo na Fazenda Campo Alegre, é creditado o mérito de ter criado um tipo peculiar de cavalos, assim como a fixação do andamento marchador desses animais, tudo a partir de cruzamentos feitos de suas éguas com um garanhão que lhe fora presenteada pelo então Imperador do Brasil.
A tradição oral conta que em 1812, Gabriel Francisco, o Barão de Alfenas, teria sido presenteado pelo Imperador com um reprodutor da raça Alter. Gabriel Francisco teria, então, usado largamente esse reprodutor em suas éguas, daí resultando a base do que viria a ser o Mangalarga Marchador.
Apesar das controvérsias em relação a essa história, não resta a menor dúvida de que ele criava cavalos. E que Gabriel Francisco, juntamente com um sobrinho, José Frausino, se preocupou mais do que os outros com a evolução de suas montarias.
Fazenda do Favacho
Em 1828, José Frausino adquiriu para a Fazenda do Favacho um potro, chamado de Fortuna, em alusão ao alto preço pago por ele.
Fortuna foi o reprodutor que maior influência teve na fixação de um tipo, contribuindo definitivamente para a formação e fixação dos caracteres da raça Mangalarga.
A influência de Fortuna foi intensa e extensa, já que também nos animais posteriormente selecionados no Estado de São Paulo a descendência desse reprodutor foi de imensa importância.
Na Fazenda do Favacho foram gerados os Fortunas II e III. De Fortuna III, levado para São Paulo, depois de ter servido na Fazenda do Favacho por alguns anos, descendem os Fortunas IV e V, tendo voltado para a Fazenda do Favacho um descendente deles, o Armistício, que foi pai de Candidato, cavalo de imensa importância no criatório sul-mineiro em geral.
Tanto nos rebanhos de Minas Gerais, como nos de São Paulo, estes também iniciados por membros da família Junqueira, se nos detivermos numa análise genealógica, constataremos que as boas linhagens são quase todas provenientes do Fortuna.Dos Fortunas também descende Colorado, de capital importância no criatório do Mangalarga, também chamado Mangalarga Paulista.
Ainda na Fazenda Favacho, tiveram influência no correr dos anos os reprodutores: Plutão, Canadá, Duque, Calçado, Manco, Trovão, Montenegro, Jambo, Gesso, Albatroz, Fla-Flu, além dos já citados Armistício e Candidato.
Fazenda Traituba
Construída em 1831. Seu primeiro proprietário foi João Pedro Junqueira, que foi pai de João Pedro Diniz Junqueira. Uma filha deste casou-se com José Frausino Fortes Junqueira, e a partir daí a criação de cavalos tomou vulto na fazenda.
Tropa muito semelhante em tipo e aptidões à da Fazenda do Favacho, com ênfase para as qualidades funcionais do cavalo.
Garanhões que maior influência tiveram na tropa: Pégaso, Canário, Glicério, Armistício, Rádio, Rádio II, Bibelô, Beduíno, Candidato e Sátiro, sendo que este último foi para a Fazenda do Angathy, onde exerceu marcante influência.
Fazenda Campo Lindo
Fazenda Campo Lindo, de João Bráulio Fortes Junqueira (n.1837 f. 1901) e Gabriela Vitalina Diniz Junqueira.
Apaixonado pelo campo e pela pecuária, João Bráulio tornou famosa sua marca‘JB’. João Bráulio conseguiu formar tropa de grande refinamento e expressão racial, sem se descuidar das qualidades funcionais.
Pégaso, filho de Beline, serviu na Fazenda Traituba, gerando o excelente Rádio, que por sua vez gerou Sátiro, de capital importância na fixação de um tipo na Fazenda do Angathy.Da Fazenda Campo Lindo era outro reprodutor que exerceu grande influência nas tropas do Sul de Minas. Trata-se de Beline, nascido em 1901. Vejamos alguns exemplos.
No atual rebanho Herdade domina também a origem de Beline, através de Brasil e Ouro Preto JB, filhos; Londres JB, neto; Beline e Seta Caxias, bisnetos de Beline.
Clemenceau II, neto de Beline, é de uma suma importância no rebanho da Fazenda Tabatinga, já que era avô de Tabatinga Predileto e bisavô de TabatingaCossaco.
Na região de São Vicente de Minas, Beline também exerceu marcante influência. Assim é que as Fazendas Engenho de Serra, Pitangueiras, Bela Vista e Porto usaram por vários anos reprodutores ‘JB’, descendentes de Beline: Ouro Preto JB, filho de Beline; Clemenceau II JB, V-8 JF, Panchito JB e Londres JB, netos de Beline, além de Baluarte, filho de Panchito, bisneto, portanto de Beline.
Muito grande foi e é a influência dos animais da Fazenda Campo Lindo nos criatórios atuais, e muitos foram os reprodutores que continuaram na própria Campo Lindo ou influenciando outros criatórios: The Money, Farol, Rio Negro, Clemenceau I e Clemenceau II, Ouro Preto JF, Candidato, V-8, Sargento, Diamante e outros mais.
Fazenda Narciso
Criatório já extinto. Entretanto seus animais tiveram e têm marcante influência na raça Mangalarga Marchador.
Era de propriedade de Antônio Gabriel Junqueira, filho de Gabriel Francisco Junqueira, Barão de Alfenas.
Quase todas as tropas daquela época foram beneficiadas por reprodutores da Fazenda Narciso, destacando-se entre eles: Abismo, Trovador, Pretinho, Primeiro, Mussolino.
Fazenda do Angathy
Construída por volta de 1782 por José Garcia Duarte, bisavô de Cristiano dos Reis Meirelles, sob cuja influência tomou vulto na Fazenda do Angathy o criatório de cavalos.
Reprodutores que influenciaram na formação e continuidade da tropa: Bônus, Mozart, Mineiro, V-8 JF, Miron, este, filho de Sátiro, cavalo vindo da Traituba e de fundamental importância na Fazenda do Angathy, além de Salmon, Veto e Yankee.
Foi da Fazenda do Angathy um dos mais célebres reprodutores da raça, o Caxias I, nascido na Fazenda Luziana, em Leopoldina. Era também da Fazenda do Angathy o garanhão de nome Angathy, registrado sob o número 1 na Associação Brasileira dos Criadores do Cavalo Mangalarga Marchador.
Linhagens de Tradição
A partir daquelas seis linhagens iniciais, a criação dos cavalos marchadores rapidamente se espalhou pela região sul-mineira, começando a alcançar regiões mais distantes, mas todas elas, inicialmente, no Estado de Minas Gerais. Hoje, porém, já se espalhou por todo o país e por alguns paises no exterior.
Muitos outros criatórios existiram na região sul-mineira. A criação do Mangalarga Marchador se deveu basicamente ao trabalho da família Junqueira. Mas sua consolidação se fez com o trabalho de grande número de pessoas. É provável que essas pessoas talvez nem estivessem imbuídas da importância que viriam a ter os animais que criavam. Eram fazendeiros que precisavam de cavalos para o trabalho. Gostavam daqueles animais que ofereciam conforto ao cavaleiro, e os criavam. Cada qual colaborou com uma pequena parcela para a fixação dos caracteres raciais e para maior divulgação da raça.
E por que ficou o nome Mangalarga Marchador?
Há várias versões e até lendas para a denominação ‘Mangalarga’. A mais consistente, segundo pesquisadores, está relacionada com a Fazenda Mangalarga, localizada em Pati do Alferes, no Estado do Rio de Janeiro.
Seu proprietário era um rico fazendeiro que, impressionado com os cavalos da família Junqueira, adquiriu alguns exemplares de Gabriel Francisco Junqueira – o Barão de Alfenas -, fazendeiro do Sul de Minas e deputado na Corte.
Vez por outra os proprietários da Fazenda Mangalarga iam à Corte com os cavalos sul-mineiros. Quando alguém se interessava pelos animais, eles indicavam as fazendas do Sul de Minas como sendo a origem dos cavalos.
Quando os compradores iam ao Sul de Minas, pediam cavalos iguais aos da Fazenda Mangalarga. E com o tempo, esta referência acabou transformando-se em nome.
Outra versão diz respeito a um cavalo do Imperador que teria sido o pai desta raça e se chamava Mangalarga.
A terceira versão diz respeito à forma do cavalo movimentar as mãos (as patas) dianteiras, como se estivesse vestindo mangas largas.
A marcha é o diferencial do Mangalarga, que é diferente dos outros animais marchadores. A marcha, que é o passo acelerado, se caracteriza por transportar o cavaleiro de maneira cômoda, pois não transmite os impactos ocorridos com os animais de trote.
Durante a marcha, o Mangalarga Marchador descreve no ar um semicírculo com os membros anteriores e usa os posteriores como uma alavanca para ter impulso. Marchando, ele alterna os apoios nos sentidos diagonal e lateral, sempre suavizados por um tempo intermediário, o tríplice apoio, momento em que três membros do Mangalarga Marchador tocam o solo ao mesmo tempo.
A fácil atuação do Mangalarga Marchador frente a obstáculos naturais demonstra sua aptidão nata para o trabalho e esportes em geral. No enduro, os animais da raça têm valorização crescente pela comodidade da marcha, que garante conforto ao cavaleiro, e pela resistência para percorrer longas distâncias.
A Exposição Nacional, a mais importante mostra do Marchador, é realizada desde 1982 pela Associação Brasileira dos Criadores do Cavalo Mangalarga Marchador (ABCCMM), no Parque da Gameleira, em Belo Horizonte, e reúne representantes de todos os Estados. Os cerca de 300 expositores levam à pista mais de 700 animais, todos credenciados anualmente com os títulos de Campeão ou Reservado Campeão nas exposições oficializadas pela entidade em todo o país.
Associações
Em 1934 foi fundada a Associação Brasileira de Criadores de Cavalo da Raça Mangalarga (ABCCRM). Anteriormente, houve uma notável migração de parte da família Junqueira para São Paulo. Chegando em novo solo, com topografia, cultura e caça diferentes, os cavalos tiveram que se adaptar a uma nova topografia e necessidades, por isto foi mais valorizada a marcha trotada que tem apoios bipedal, pois os animais de tríplice apoio, apesar de serem mais cômodos, não conseguiam acompanhar o ritmo alucinante das caçadas e a lida com gado em campo aberto.
Devido à inevitável diferença entre os criadores de Mangalarga de São Paulo e de Minas, foi fundada em 1949 uma nova Associação, a ABCCMM. Esta Associação teve origem a partir de uma dissidência de criadores que não concordavam com os preceitos estabelecidos pela ABCCRM e teve como objetivo principal a manutenção da marcha tríplice apoiada.
Mangalarga Marchador no Guinness Book
A condição de ser um animal resistente, dócil e cômodo e com regularidade permitiu ao Mangalarga Marchador entrar para o Guinness Book, o Livro dos Recordes. Entre maio de 1991 e julho de 1993, três cavaleiros – Jorge Dias Aguiar, 64 anos, Pedro Luiz Dias Aguiar, 60 anos, e o capataz de Pedro, José Reis, 65 anos – e seis animais da raça fizeram uma cavalgada durante aqueles dois anos, entre os pontos mais distantes do Brasil, Chuí, no Rio Grande do Sul, e Oiapoque, no Amapá, pelo projeto “Brasil 14 mil”. Com o retorno a São Paulo, percorreram 19.300 quilômetros. Uma das maiores estratégias de marketing feitas com a raça, o projeto acabou transformando-se na “Cavalgada Mercosul – Projeto Brasil 14 mil”, com a inclusão da Argentina e Paraguai, totalizando 25.104 quilômetros.
Características
– Temperamento dócil
– Capacidade de percorrer longas distâncias
– Adestramento fácil e rápido
– Pode ser criado somente em regime de pasto diminuindo os custos de manutenção
Morfologia
– Cabeça triangular e pescoço piramidal
– Tronco forte com costelas bem arqueadas
– Nos membros os tendões são vigorosos e bem delineados
– Altura mínima de 1,47 e máxima de 1,57, sendo 1,52 a altura ideal

https://www.vedovatipisos.com.bnoticias-artigos/mangalarga-marchado
submitted by Vedovati_Pisos to u/Vedovati_Pisos [link] [comments]

Jogos em mídia física ou mídia digital?

Tenho pensado sobre qual desses dois caminhos seguir na próxima geração de consoles.
Um pouco de contexto sobre minha perspectiva:
Atualmente tenho um PS4 e um Switch, ambos desde seus lançamentos. Minha abordagem com esses consoles foi de 100% mídia digital, e os dois principais motivos para isso foram:
  1. Usei conta americana para comprar muitos jogos, o que durante muito tempo foi vantajoso pois comprar os jogos em dólar saía mais barato do que comprar os jogos aqui no Brasil, fosse em mídia física ou digital.
  2. Comprar mídia digital era MUITO mais cômodo do que se dirigir até uma loja ou ficar buscando o melhor preço em lojas online, além de que quase sempre teria que pagar frete e aguardar nossos queridos Correios realizarem a entrega. Ou seja, o motivador aqui é preguiça.
Mas agora o ano é 2020 e eu sinto que esses meus dois motivos já não são mais assim tão fortes, ou até mesmo sofreram uma invertida:
Isso está me fazendo pensar se vale a pena continuar 100% com mídias digitais. Para a próxima geração tanto a Sony como a Microsoft estão oferecendo versões mais baratas de seus consoles, versões estas que não possuem um leitor de discos, ou seja, nada de mídia física. Porém, tenho minhas dúvidas de que isso seja benéfico.
Enfim, qual é a preferência de vocês? Mídia física ou mídia digital? Pensam em mudar de "estratégia" para a próxima geração de consoles?
submitted by fierce_deity_mask to brasil [link] [comments]

Curso da USP ensina como criar e instalar projetos de painéis solares

Curso da USP ensina como criar e instalar projetos de painéis solares
O número de painéis solares fotovoltaicos instalados em residências, indústrias e estabelecimentos comerciais do Brasil tem crescido a cada ano. Atualmente, são mais de 38 mil unidades em funcionamento no País, segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). O aumento da procura se deve, principalmente, pela redução do custo desses equipamentos que transformam a luz do Sol em energia elétrica. Além disso, linhas de financiamento oferecidas pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico (BNDES) ajudam pessoas físicas e jurídicas a instalarem sistemas fotovoltaicos.

https://preview.redd.it/gd1qwydppbq51.jpg?width=940&format=pjpg&auto=webp&s=9206b74371ba0fe73594fd6bea34d7d7d947ec64
Diante do cenário propício à adesão desse tipo de tecnologia e da grande demanda de setores por conhecimentos na área, o Departamento de Engenharia Elétrica e de Computação (SEL) da Escola de Engenharia de São Carlos (EESC) da USP promoverá um curso, dividido em dois módulos, que ensina como elaborar projetos de painéis solares no computador e a instalar essas importantes ferramentas em ambientes externos. As inscrições para o curso, que chega à sua segunda edição, podem ser feitas neste link, de 15 de setembro a 1º de novembro.
O primeiro módulo é Introdução a Sistemas Fotovoltaicos, Dimensionamento e Instalação, que ocorrerá nos dias 9 e 10 de novembro. Na atividade, os participantes irão aprender o dimensionamento básico do sistema fotovoltaico; a leitura de mapas solarimétricos, que mostram a incidência de radiação em diferentes países; os procedimentos de instalação dos painéis fotovoltaicos; a ligação do sistema no quadro de força; os passos para a configuração na central de monitoramento e até mesmo as etapas para solicitar conexão à concessionária responsável pela distribuição de energia elétrica. Podem participar engenheiros, arquitetos, estudantes, técnicos, empreendedores e qualquer outra pessoa interessada em investir no ramo. O valor da inscrição é de R$ 500 à vista. Também pode ser pago em duas vezes de R$ 300 ou em três vezes de R$ 200.
Já o segundo módulo, voltado para profissionais específicos do ramo de engenharia elétrica, é o Dimensionamento Avançado de Sistemas Fotovoltaicos Usando PVsyst, que ocorrerá no dia 11 de novembro. Nele, os interessados aprenderão a projetar sistemas fotovoltaicos em 3D com a utilização do software PVsyst (versão demo), que pode ser baixado neste link. No programa de computador, os participantes irão trabalhar sombreamento, projeção em telhados, lajes, estacionamentos, além de estudarem a viabilidade financeira do sistema proposto. Para participar desse curso, o valor da inscrição é de R$ 400 à vista, mas também pode ser pago em duas vezes de R$ 250 ou então em três vezes de R$ 166,70. É preciso que o aluno traga seu notebook com o software instalado, de preferência a última versão.
Cada módulo possui 60 vagas disponíveis. As aulas serão ministradas no Anfiteatro Armando Toshio Natsume do SEL pelo professor Elmer Cari, do departamento, e pelo mestrando em Engenharia Elétrica da EESC, Francisco Lemes, e contará com a colaboração de diversos monitores. “O Brasil tem um potencial solar fabuloso e o governo tem incentivado, por meio de leis, a inclusão dessa forma de energia no sistema elétrico, facilitando a aprovação por parte das concessionárias. Contudo, a porcentagem desse tipo de energia na matriz energética ainda é pequena, o que incentiva a necessidade de profissionais capacitados na área, explica Elmer”.

Aprendendo na prática

Os participantes poderão acompanhar na prática os conteúdos ministrados, isso porque o professor Elmer coordenou o projeto que levou à instalação do primeiro sistema fotovoltaico da USP em São Carlos, localizado na cobertura de um dos prédios do SEL e que será utilizado como demonstrativo aos alunos. O equipamento levou três semanas para ser instalado, possui uma potência de 3.100 watts e produz uma energia mensal de 486 kwh, mesma quantidade de energia consumida, em média, durante um mês por uma residência com cinco moradores.
O sistema é composto de 12 painéis fotovoltaicos que recebem até 270 watts de potência cada um. Eles são ligados a dois circuitos e um inversor – dispositivo que transforma a energia solar em energia alternada, aquela encontrada na rede elétrica. São duas entradas de energia disponíveis no inversor para que se obtenha o máximo desempenho.

https://preview.redd.it/0g6y40iqpbq51.jpg?width=752&format=pjpg&auto=webp&s=fe7daf683fb525a642133fa1ee337e3bd1609593
A central de monitoramento do sistema fica no Laboratório de Análise Computacional em Sistemas Elétricos (Lacosep) do departamento. No local, é possível acompanhar a potência dos painéis e quanto está sendo produzido de energia, em tempo real. O sistema projetado pelo professor Elmer faz parte de sua pesquisa relacionada à estimação de parâmetros e previsão de potência em usinas fotovoltaicas. No trabalho, o cientista busca prever o comportamento do sistema fotovoltaico para representá-lo de forma adequada em softwares utilizados dentro das usinas.
Simultaneamente, o docente coordena o estudo Projeto de instalação e viabilidade econômica de sistemas fotovoltaicos nas áreas I e II da USP em São Carlos. A pesquisa visa localizar os melhores pontos para a instalação de sistemas fotovoltaicos, dimensioná-los utilizando o software PVsyst, obter um orçamento completo do projeto e realizar um estudo de retorno do investimento considerando, inclusive, a manutenção.
Fonte: https://jornal.usp.buniversidade/curso-da-usp-ensina-como-criar-projetos-de-paineis-solares-e-instala-los/
submitted by lordeloalvaro22 to u/lordeloalvaro22 [link] [comments]

Taremi e Zaidu para apresentar no início da próxima semana

https://www.ojogo.pt/futebol/1a-liga/porto/noticias/zaidu-e-taremi-vao-mesmo-reforcar-o-fc-porto-eis-o-que-falta-acertar-12563794.html
O avançado iraniano deu sempre preferência ao FC Porto, até por ter a oportunidade de jogar na Liga dos Campeões, e vai encaixar 40 por cento de uma verba um pouco inferior aos cinco milhões de euros
Zaidu e Taremi vão mesmo ser reforços do FC Porto e devem começar a treinar às ordens de Sérgio Conceição já na próxima semana. Os acordos estão fechados, faltando apenas a assinatura dos respetivos contratos, o que acontecerá em breve. A SAD azul e branca vai investir menos de dez milhões de euros para garantir mais dois jogadores para 2020/21.
Zaidu poderá ser o primeiro a ser oficializado. O lateral-esquerdo já não participou no jogo-treino de ontem que o Santa Clara efetuou com o Penafiel até porque estava marcada uma reunião da parte da tarde entre responsáveis do emblema insular e representantes do FC Porto. Aí foram acertados os pormenores que estavam pendentes, nomeadamente a forma de pagamento dos cerca de quatro milhões de euros que vai custar esta operação, conforme O JOGO adiantou na edição de ontem.
Por isso, Zaidu poderá efetuar exames médicos ainda durante o fim de semana até porque só falta decidir se são quatro ou cinco anos de contrato, dependendo também do aumento salarial gradual que possa ter ao longo dos anos. O Olympiacos tentou até à última, mas tanto o jogador como o Santa Clara não voltaram atrás com a palavra dada aos campeões nacionais, que foram o clube que primeiro manifestou interesse e as dúvidas relativamente aos prazos de pagamentos e timings foram resolvidos.
Quanto a Taremi, faz este sábado testes à Covid-19 e viaja amanhã do Irão para Portugal, estando também garantido como reforço dos dragões, faltando, tal como no caso de Zaidu, acertar a duração do contrato.
Segundo O JOGO apurou, o acordo entre o FC Porto e o Rio Ave é total, está há algum tempo fechado e não corre o risco de o jogador sair para outro destino. O avançado também sempre deu preferência ao azuis e brancos, até porque tem a oportunidade de concretizar o sonho de jogar na Liga dos Campeões, prova onde só consta atualmente o nome de um iraniano, Azmoun, avançado do Zenit.
A transferência de Taremi envolve o pagamento de uma verba um pouco inferior aos cinco milhões de euros, cabendo 60 por cento ao Rio Ave e os restantes 40 por cento ao próprio avançado iraniano. Além disso, os vilacondenses têm ainda direito a receber um jogador em troca, por empréstimo. Em cima da mesa está o nome de André Pereira, avançado que na última temporada esteve cedido ao Saragoça, da II Liga espanhola.
Face à saída de Taremi para o FC Porto, Mário Silva, o novo treinador do Rio Ave, conta apenas com Bruno Moreira para o ataque, devendo André Pereira ser o nome escolhido para preencher uma das vagas no ataque.
A mudança de Taremi para o FC Porto deve ficar fechada até segunda-feira de forma que o avançado comece de imediato a treinar sob as ordens de Sérgio Conceição. O avançado chega ao Dragão com o selo de golo - foi o segundo melhor marcador campeonato com 18 golos - e com uma vontade enorme de se afirmar como o melhor jogador iraniano da atualidade.
submitted by OutsiderofDarkLand to fcporto [link] [comments]

7 dicas alavancar as vendas da academia em épocas de baixa

O mercado de academias costuma ser conhecido por ser sazonal com duas safras por ano e duas épocas de entressafras. O exato momento do ano que essas safras ocorrem, dependerá muito de qual região do país estamos falando.
Só para citarmos um exemplo, enquanto em cidades como Florianópolis a baixa ocorre em janeiro e fevereiro nesses mesmos meses São Paulo aproveita sua primeira grande safra. As academias paulistas bomba no inicio do ano.
Mas em geral, é importante que os gestores de academias em todo pais tenham em mente que o Brasil possui 2 momentos de pico de visitação. Outros fatores que influenciam
1 – Identifique quais as épocas de alta e baixa em sua academia
O primeiro período de alta consideramos o mais importante. Ele costuma durar entre 3 e 4 meses. O segundo momento de pico é curto com duração média de dois meses. Vale ponderar que em algumas regiões, esse tempo pode durar ate 3 meses e é esse que faz o pior dano na economia da academia.
2 – Compare os resultados e conquiste melhores resultados
As academias devem ser medidas visando o que ocorreu no ano passado e estabelecer as curvas que ocorreram no ano anterior em relação às vendas e saída de clientes.
Através dessa estratégia, os gestores conseguem perceber quais as expectativas dele em relação ao mesmo período do ano anterior ou mesmo se seus esforços estratégicos surtiram efeitos.
3 – Descubra quais as curvas de visitação em sua academia
É primordial que os gestores identifiquem e entendam bem quais são as curvas de visitação. Isso é muito importante porque todas as campanhas que serão criadas e
implantadas, inclusive as sazonais, têm que ser programadas com ate 60 dias de antecedência.
O motivo é preparar o material, realizar parcerias enfim para que as coisas ocorram como realmente devem ocorrer pensando em um planejamento mínimo capaz de eliminar a entressafra no sistema de gestão mais inteligente.
4 – Mude a fachada para chamar a atenção de quem passa
Uma vez identificada quais as épocas de maior baixa em sua academia, você pode aproveitar para realizar uma mudança de fachada, por exemplo, fazendo uma nova pintura.
Uma estratégia simples, mas que poderá chamar a atenção das pessoas, mesmo aquelas que sempre passaram por ali, aumentando suas visitas em 15%.
5 – Mantenha um banco de dados atualizado
Uma situação interessante, que você gestor deve se atentar é que para cada cliente ativo em sua academia outros dez já passaram por ela.
Por essa razão, é importante manter a base de dados bem alimentada.
A cada novo visitante, anote seus dados, principalmente os de contato, para que posteriormente você crie eventos e campanhas para convida-los a usufruir de seus serviços em épocas de baixa procura.
Essa ação é indicada, por exemplo, como uma das estratégias para conquistar clientes que nunca pisaram numa academia.
6 – Conquiste os clientes que já passaram
Recomendamos começar pelas pessoas que deixaram a academia há um ano ou mais, pois quanto antes você coletar seus dados mais precisos e eficientes eles serão para uma futura estratégia de convites. E creia, você ira precisar disso.
Essa pratica deve se tornar parte integrante nas abordagens realizadas por suas recepcionistas. são os dados devido a mudança das pessoas de endereço, telefone etc.
Parte dessas pessoas que você entra em contato podem estar praticando atividades físicas em outro lugar e é legal focar nas que saíram em 1 ano e 2 anos para serem o alvo principal.
Normalmente esse numero é o mesmo do de clientes que você tem durante um ano na academia.
Estatisticamente, se fizer um contato bem feito, com argumentações bem elaboradas e eventos bem elaborados você conseguirá que pelo menos um de cada dez contatos venham para a academia e realizem a matricula.
7 – Convide seus alunos a convidarem seus amigos
Outro tipo de campanha forte e envolvente é fazer com que seus alunos convidem seus amigos para a academia. Porem, no caso de época de baixas, o que deve ser oferecido como incentivo tem que ser mais do que apenas um free pass de 1 a 15 dias.
Junto com os dias livres, pode ser organizado um evento ou encontro, que fale de bem estar ou qualidade de vida. Ofereça também algo concreto, por exemplo, uma avaliação física gratuita e mais 15 dias de academia com acompanhamento especial para definir seus objetivos e torna-los possíveis de alcançar.
O premio nesse caso tem que ser dado para a pessoa que trouxe esse cliente para o evento que seria um cliente vendedor.
A estatística mostra quando isso é muito bem feito você consegue trazer para cada cliente que tem na sua academia pelo menos mais uma venda acontece.
Se somarmos as duas campanhas que atingem públicos diferentes teremos 20% total dessa academia e isso bem feito deveria eliminar a necessidade de você fazer mais coisas embora há diversas possibilidades.
Os melhores pisos para a sua academia estão aqui!
Nossos pisos para academias trazem beleza, resistência, praticidade e economia. É tudo o que você precisa para a sua academia !

https://www.vedovatipisos.com.bnoticias-artigos/alavancar-as-vendas-da-academia/
submitted by Vedovati_Pisos to u/Vedovati_Pisos [link] [comments]

[AMA] Após quatro anos nos arredores de Zurich, acabei de sair da Suíça.

Boas pessoal,
Visto que já fiz vários comentários sobre a minha estadia na Suíça e tive várias pessoas a enviarem-me mensagens com várias perguntas, decidi criar um AMA (Ask Me Anything) / Pergunte-me Qualquer Coisa.
Muito do que vou escrever já escrevi noutros posts/mensagens e é com base na minha ou na experiência de pessoas conhecidas/amigas. Acredito que nem toda a gente tenha passado pelo mesmo que eu passei por isso convido a todos os que vivem / já viveram na Suíça a partilharem a vossa experiência e darem os vossos conselhos.
Espero que isto ajude a todos os que estejam a ponderar mudar-se para a Suíça e aos que chegaram há pouco tempo. Estejam à vontade para perguntar o que quiserem.
-----
Pequena intro:

Despesas:

Troques e dicas:

Como é viver na Suíça:

Coisas que me aconteceram (e a conhecidos meus):
TL;DR;
submitted by MAD-PT to PortugalLaFora [link] [comments]

desabafos de um LEIGO e AZARADO com iniciação científica na faculdade (parte 1?)

É textão galera, contarei algumas fofocas da minha área, do meu grupo atual de pesquisa, e da minha tristeza dentro dele. Decidi fazer esse post porque neste exato momento estou numa reunião de entrevista para novos integrantes (online), e comecei a viajar sobre a trajetória que fiz nesses 2 anos e meio de estudo.
Tenho 22 anos, atualmente no 11° período (risos), sou homem (isso será relevante depois), e faço psicologia. Nem tudo foi culpa minha, mas assumo que fiz parte do problema.
Em 2018 eu decidi entrar num grupo de pesquisa.
Era mais ou menos em agosto/ setembro, e decidi encher o saco de uma coordenadora de pesquisa no facebook sobre seu grupo na faculdade. Soube por alunos que havia bolsa, que fazer pesquisa era legal, e que poderia incrementar o currículo no futuro. Eu estava no 5° período se não me engano, e meu maior motivador eram os artigos que andava lendo na época sobre vídeo game e psicologia evolucionista (uma síntese entre psicologia, sociologia e biologia).
Depois de um mês esperando e enchendo saco, consegui uma avaliação.
Era uma avaliação simples, haviam apenas 4 perguntas e eram coisa boba sobre interesse, o que eu já havia produzido antes e yada yada. Achei estranho pois em alguns lugares entrar pra pesquisa era mais complicado, e havia entrevista também. Depois de muito tempo fui entender o porquê.
Eu posso dizer que tudo começou com a escolha do projeto de pesquisa, acho que foi aí que começou a bola de neve de problemas, a turbina em chamas do Donnie Darko, ou o momento em que Evan conheceu a Kayleigh em Efeito Borboleta.
Fui orientado à escolher um projeto de pesquisa que já estava em andamento. Haviam vários temas, desde cirurgia bariátrica, porte de arma de fogo e... vídeo game.
Vou ser bem sincero, acho que essa foi a pior escolha que fiz na vida. Vídeo game? Sério? Não tinha uma escolha mais... sei lá, interessante?
Na verdade era. Ainda acho na verdade. Não vou descreditar a área de pesquisa em vídeo games, não faz o menor sentido. Estou produzindo ainda material, e vejo que virou um assunto 'pop' ano passado com a nova adição do CID-11 de transtorno de vídeo game.
O projeto de pesquisa era testar um aplicativo de celular bastante popular que prometia um "melhoramento cognitivo", que em miúdos era tipo deixar você mais "esperto". O projeto era muito difícil, muito mais difícil que qualquer trabalho naquele grupo.
Mas difícil significa que dá pra fazer ainda, né? Não. Não dependia só de mim. Eu e meu grupo (inicialmente composto por 4 pessoas, eu e mais 3 mulheres) tínhamos que conseguir 60 pessoas que QUISESSEM jogar a porr# de um jogo de celular chato pra cacete, inicialmente durante 2 MESES, e ainda havia aplicação de testes psicométricos no começo e no final do treinamento (que demoravam 1hr e meia pra ser concluído, era exaustivo pra caralho).
O mercado de aplicativos de celular é extenso. Na verdade, existe promessa de vídeo game te deixar mais esperto desde a década de 80, com um jogo da Nintendo. Mas esse se dizia ~cientificamente confiável~, e nosso trabalho era justamente testá-lo.
Era minha primeira experiência com produção de material, e estava super animado, mas não era um trabalho só exaustivo pra pessoa. Eu tinha que achar a pessoa interessada (o que era muito difícil), marcar com ela, separar um dia com folga pra fazer os testes, muitas vezes o teste era dividido em dois, totalizando 2 semanas pra começar o treinamento. Esses testes psicométricos eram importantes para avaliar como a pessoa estava antes do treinamento.
Ela treinava por 2 MESES, dias intercalados (o que dava 1 mes jogando no celular), e tinha de ser 1 hora de jogo, que era MUITO CHATO. Sabe aqueles jogos super simples tipo memória, adivinhar uma sequência de números e tal? Então, eram vários desses. E no final, passava-se os mesmos testes do começo, que poderia demorar 2 semanas também, mas se a pessoa quisesse fazer tudo num dia, poderia.
Óbvio que deu errado. O projeto não era tão impossível de fazer, só éramos as pessoas erradas. Normalmente em projetos trabalhosos como esses, são feitos por laboratórios grandes, com um número de participantes grande também. As pessoas passam por uma triagem melhor também, com tempo de folga, e as vezes até são incentivados de uma forma ou outra... mas o nosso não, eram de amigos ou pessoas da faculdade. Alguns amigos se propuseram de fazer, mas foi enfadonho demais.
Material psicométrico é caro. Alguns nem tanto, mas alguns são bem caro. Procurem aquele teste de Rorschach, só as pranchas são quase 800 reais, visto que são importados. Os que eu usava eram R$150, eram vários cadernos que NÃO PODERIA SER RABISCADO. E rabiscaram. A culpa ficou nas minhas costas, mas felizmente não tive de pagar (eu não sei nem como iria arrumar essa grana, afinal universitário é tudo duro, pelo menos do meu círculo era).
Nesse dia foi engraçado. Estava fazendo com duas mulheres, elas pareciam até contentes com o teste, ficaram brincando sobre as questões e conversando comigo. Achei super legal por parte delas de participar de um negócio tão chato. Fiz todos os procedimentos, ressaltei a importância de não rabiscarem o caderno, e que as respostas eram anotadas numa folha separada.
Elas entenderam. Quando viro a cara pra olhar o celular, tá lá a menina marcando tudo de CANETA no caderno. Tive um treco.
Primeiro que o material era caro em si, e segundo que alguns deles não eram meus, nem da coordenadora, e sim da universidade. Ou seja, o problema era maior, porque eu teria que levar na coordenação, pagar pelo material, etc. Por sorte, a minha coordenadora aliviou pro meu lado, e disse que ela resolveria isso.
Outro caso foi com uma senhora. Todos os dias de treinamento a pessoa tinha que me enviar prints por whatsapp contendo os resultados do treino. Muito, mas muito raro as pessoas enviavam todos os dias necessários, e fazia com que 2 meses virassem 3 de tanto que as pessoas começavam a deixar de fazer, ignorar a gente, fazer menos tempo que deveria, e por aí vai...
Mas com essa senhora foi mais difícil ainda. Ela tinha dificuldade com o aplicativo, e tive de marcar vários dias na faculdade pra ensiná-la a jogar e mexer no app. Confesso que eu mesmo não manjava tanto.
Ela dizia que entendia, sabia como printar, e me enviaria. Ela até foi mais esforçada que as outras pessoas que se prontificaram, só que tinha um outro problema. Quando a pessoa não treinava direito, o app não reconhecia os resultados, e assim não dava as paradas que precisávamos computar.
Ela dizia que jogava por 1hr e não gerava resultado. Eu pedia pra que jogasse mais uns minutinhos pra ver se saía, e não vinha nada rs. Ela se dizia frustrada, tava tomando muito tempo do dia dela, e ela ficava com dor de cabeça.
Fiquei muito triste, mais ainda porque não queria fazer ela se sujeitar à isso, e também porque eu estava perdendo um tempão fazendo as pessoas me cumprirem um favor chatíssimo.
Projeto de pesquisa ruim, e agora sobre os integrantes...
Eram 4 pessoas. Duas meteram o pé 1 mês depois que eu entrei no grupo. Uma delas estava terminando a faculdade, e disse que estava muito ocupada para se envolver com grupo de pesquisa. Até hoje não sei se era verdade, mas tudo bem, cada um sabe onde o calo aperta.
A segunda menina saiu porque havia arrumado um em estágio remunerado. Fico feliz por ela, e ao mesmo tempo com inveja kkk ("inveja branca", como dizia minha mãe) queria muito ter conseguido um também. O problema é que ela era a mentora da parada, e ela tinha muitas fichas importantes sobre o projeto que ela >não deu pra gente quando saiu<. Ela vazou e ficou de mandar algumas paradas importantes, como fichas de pessoas que já haviam feito todo o treinamento. Enrolou por vários meses, e no final não entregou porque não sabia onde estava. Ou seja, parte do progresso havia sido perdido.
Restou eu e uma outra menina que era super interessada e participativa. Ela ainda está no grupo comigo hoje.
Como o texto tá grande pra caralho, vou deixar assim mesmo. Ainda tem bastante coisa pra contar, mas se calhar de uma parte 2, eu escrevo e mando aqui depois. Espero não estar enchendo o saco de vocês com um textão desse, vou repensar se continuo desabafando sobre esse problema kkk.
submitted by marvinpls to desabafos [link] [comments]

Meu irmão é um inutil.

Galera, por favor, esse texto deve ter uma caralhada de gatilhos. Não leia se isso te afeta e talz. Falo de suicidio, fracassos e familia, então vai ler outra coisa.

eu tenho um irmão.
longa história.

Somos filho do segundo casamento. Ele é oito anos mais jovem do que eu, hj, tem 29 anos. Meu pai morreu quando ele tinha 7 anos.

Bom, aos 14~15 anos, ele começou a apresentar sinais de depressão, ou era só a puberdade, mas basicamente, começou a dar problemas, como grosseria dentro de casa e talz. Começou a se meter a artista, tem um certo talento, começou a escrever, ainda com uns 16 anos, ganhou concurso regional, seu poema foi publicado em um livro de compilações de estudantes da região. Depois se envolveu com musica, tocava baixo. Montou uma banda, foi só hobbie. Depois se meteu a desenhar, desenha bem até, mas não ganha um puto. Faz tatuagem tb. Não são tão ruins.

Bem, ele largou a escola aos 17 anos, no segundo ano. O problema dele é que ele quebra as coisas quando esta com raiva, não o julgo, semana passada mesmo, quebrei meu moto g5 ao meio. Mas eu trabalho e compro outro, sei quanto custa. Meu irmão, depende da minha mãe.

Ele é do tipo que vivia enfiado no quarto, minha mãe, casou novamente, meu irmão não tem boa relação com o marido dela. Porque ele é um cara simples, sem estudo, quase analfabeto, trabalha em roça, ja meu irmão se acha superior e quer humilhar o próximo por isso. Esse humilhar, inclui minha mãe. A mim não, pq ele tem medo.

Uma vez, quando ele tinha uns 20 anos, minha mãe chegou em casa e ele tinha amarrado uma corrente na arvore e tentado se enforcar. Ela chamou ajuda e o salvou, mas tenho pra mim que ele quis atenção. Tinha cordas adequadas e mesmo assim, escolheu a corrente. Os dias dele são entre maconha, joguinhos 8bits que rodam nos emuladores do pc dele, desenho e tocar uma daquelas flautas tipo inca (eu acho). Bem, 29 anos, uma vez teve um emprego, numa financeira, ele era meio que o faz tudo, varria ao abrir, arrumava as cadeiras, orientava os clientes, com uns 2 meses, o patrão o criticou por algo, meu irmão mandou tnc e saiu p da vida. Foi a unica tentativa de trabalho que ele ja teve na vida.

Meu irmão teve algumas namoradas, sei la mano, tem mulher pra todo tipo de cara mesmo. Mas obviamente, não durou. A ultima, era uma guria muito humilde, de familia muito pobre, ele a incentivou estudar para o enem e consegui uma bolsa do Prouni, a guria conseguiu Psicologia, achei demais. Ele ajudava ela com os trabalhos e parecia bem parceiro. Eu e minha mãe assistiamos e po, achava que ela poderia ser o remédio para ele. Logo, ela terminou. Não da para criticar. Eu sou pai de uma garota e não gostaria que ela se envolvesse com "aquilo".

Meu irmão nunca termina o que começa, o ano passado ele pediu para minha máe uma mesa de desenho (desenha nela e vai pro pc), minha mãe, pensionista, não tinha grana, estava iniciando o tratamento do cancer. Eu comprei, ele se propos a pagar, recusei e mandei pra ele, um modelo muito melhor do que a que ele queria. Parece que ele ganhou um dinheiro, fez desenho para empresas e tal. De repente, largou mão.

Tenham em mente que minha mãe mora no interior da Bahia. O tratamento psiquiátrico do SUS é ruim aqui em SP, vc não faz idéia como é la. Mesmo assim, minha mãe madruga em fila para conseguir vaga, chora pra prefeito e talz. Ele vai umas 3 vezes e para. Começa a tomar remédios e para. Minha mãe tenta convence-lo a retomar e ele falta bater nela. Eu tenho minhas duvidas se ele ja não bateu.
Eu ja trouxe ele para ca, interior de sp. Ele veio, se achou muito bom para trabalhar no telemarketing, não quis. Tentei colocar ele no judo, treinou comigo, treinou sem mim, uns 3 meses e parou. Ja propus abrir alguma negócio pra ele na bahia. Uma loja de alguma merda qualquer, tipo roupas ou cds pirata (ja faz um tempo). Não quis. Ja perguntei se gostaria de fazer algum curso la pela cidade, não quis. Acho que por orgulho.
Meu irmão é bem magro, talvez pela maconha, talvez por não se alimentar direito, talvez por ambos. E agora, esta doente, não se alimenta, não para nada no estomago, minha mãe, recém curada do câncer, com 60 anos, esta correndo atras de exames, tentando interna-lo. A mesma mãe que ele humilha, que ele trata como lixo.

Eu tenho uma tia que perdeu o filho quando ele tinha uns 20 anos. Isso ja tem mais de 10 anos, ela ainda vive triste, depressiva e pra baixo. Mesmo assim, com tudo isso, eu acho que a vida da minha mãe seria muito melhor sem ele.
submitted by IamnottheJoe to desabafos [link] [comments]

O Socialismo não Funcionaria nem se realizado de maneira utópica (uNIVERSO 25 - A UTOPIA DOS RATOS)

Espera, mas como assim? Onde estão as provas?
Você já ouviu falar da bomba H? Essa é uma bomba com o potencial destrutivo capaz de causar danos ambientais irreparáveis. Como sabemos disso? Porque foram feitos testes em escala menor e a partir disso é possível calcular o potencial de destruição da bomba. Então como fazemos para descobrir o que aconteceria nessa "Sociedade utópica".

O Universo 25 - A utopia dos ratos

Vamos fazer uma escala menor...

John B. Calhoun Picóloogo e etólogo americano criou o "Universo 25", que ficou mais conhecido como a "Utopia dos Ratos" — um lugar criado pra ser perfeito e que mesmo assim, chegou rapidamente na sua extinção.
John Calhoun criou um paraíso para ratos em uma caixa fechada e metálica, com quase 3 m². Lá dentro existiam várias casas, vários apartamentos para ratos, o lugar conseguiria acomodar facilmente 3 mil ratos ao todo. Além disso, existia fornecimento infinito de água, comida e também material para eles fazerem ninhos dentro dos apartamentos.
Ou seja, os ratos estavam livres de qualquer predador lá dentro, não precisariam trabalhar pra conseguir água e nem comida e todos teriam espaço e material suficiente pra fazerem seus ninhos. Oito ratos em perfeita saúde mental e física, foram escolhidos pra serem os primeiros habitantes do Universo 25 — quatro machos e quatro fêmeas.
Ao longo de toda a existência do Universo 25, John Calhoun conseguiu observar quatro fases principais, que nos levam do começo ao fim dessa história. Vamos lá:
A primeira fase foi chamada de "Ambição", onde os ratos simplesmente se habituaram, escolheram os primeiros apartamentos, fizeram os primeiros ninhos e tiveram as primeiras ninhadas.
A segunda fase foi chamada de "Exploração", foi nessa período em que a população de ratos explodiu. A cada mais ou menos 60 dias, a população de ratos ia dobrando — de 250 ratos pra 500, depois 1.000, depois 2.000. Lembrando que o Universo 25 tinha capacidade pra 3.000 ratos, mas o auge da população foram 2.200 ratos.
Agora com tantos ratos já vivendo dentro do Universo 25, podemos observar uma coisa:
dentro, existem divisões de departamentos e essas divisões são feitas por essas barras pretas que se encontram no centro, assim os ratos podiam circular livremente entre um departamento e outro. Porém, alguns departamentos foram tomados por ratos mais autoritários e mais violentos, apelidados por John de "Os Bonitos".
Os Bonitos eram ratos que controlavam alguns departamentos, controlavam quem entrava e quem saía. O resultado disso, é que por mais que só existissem 2.200 ratos na caixa que suportaria até 3.000, algumas áreas acabaram ficando super lotadas e outras mais tranquilas.
E é assim que chegamos na terceira fase do Universo 25, que foi chamada de "Equilíbrio". Mas não "equilíbrio" porque estava tudo tranquilo, muito pelo contrário, essa fase ganhou esse nome simplesmente porque a população parou de crescer e se manteve equilibrada por alguns dias — até que começou o inferno.
É aqui que a magia acontece, senhoras e senhores, vocês verão como é incrível o fato de que uma sociedade que tinha tudo pra ser perfeita, desmoronou por causa de problemas sociais. Lembrando que nunca faltou comida, nem água, nem material pra ninho, nem nada. Tudo isso começou por causa da violência e do autoritarismo de alguns ratos.
O primeiro ponto é justamente esse: a violência. Muitos ratos começaram a se agredir — agredir a outros — e lembrando, não apenas "Os Bonitos".
O segundo ponto, é que alguns machos lutavam por aceitação. Nem todos os ratos poderiam morar na melhor parte do Universo 25, nem todos os ratos poderiam ser machos alfas, nem todos os ratos conseguiriam uma fêmea. E assim, alguns desses ratos simplesmente desistiam.
Um terceiro ponto interessante, é que alguns ratos eram alvos repetidos de violência. Por algum motivo dentro daquela comunidade, alguns ratos meio que sofriam bullying e eram os mais violentados de diversas formas, inclusive sexuais e, às vezes, de macho para macho.
É muito comum, entre algumas espécies de animais, sexo entre dois do mesmo gênero. Entre ratos isso não é tão comum.
Bom, o quarto ponto é sobre as fêmeas, muitas ratas passaram a agir de forma despreocupada durante a gravidez. Simplesmente não preparavam ninhos, não se alimentavam direito e assim acabavam perdendo os filhotes.
O quinto ponto, é que as ratas que conseguiam dar a luz. Ao chegar no final da gravidez, simplesmente abandonavam os ninhos. E assim, a maioria dos filhotes morria.
O sexto ponto é que alguns machos — talvez pelo alto nível de violência, rejeição ou sabe-se lá o quê — simplesmente pararam de se importar com a reprodução.
O sétimo ponto é um bem assustador: alguns ratos passaram a cometer canibalismo.
O oitavo ponto, é o mais interessante de todos na minha opinião, como vocês já perceberam, o paraíso havia se tornado de fato um inferno: violência, estupro, canibalismo, mortalidade infantil e vários outros desvios no comportamento social dos ratos. Todo esse caos fez alguns ratos se isolarem da sociedade, os ratos isolados evitavam ao máximo qualquer tipo de contato com outros e só saíam de seus ninhos pra comer e beber no horário de dormir dos outros ratos.
E bem, juntando todas essas coisas, o nono ponto, é que a mortalidade infantil chegou a 96%, poucos ratos conseguiam nascer ou sobreviver nessa sociedade — então vocês já podem começar a imaginar o que estava pra acontecer.
E por fim, o décimo e último ponto é que todos os ratos que nasceram já nessas gerações mais perturbadas, mais conturbadas e cheias de problemas, eram ratos menos inteligentes e que seguiam esses mesmos costumes.
E assim, senhoras e senhores, chegamos a quarta fase e última fase do Universo 25, que foi chamada de "Declínio".
Óbvio que com todos esses problemas, a população de ratos começou a despencar, até não sobrar mais nenhum. Não, eu não estou exagerando, vocês não ouviram errado: mesmo em um lugar perfeito e criado pra ser sem problemas, os ratos por questões de comportamento encontraram a sua extinção. Pouco mais de 600 dias depois do experimento começar, o último rato morreu sozinho, dentro do Universo 25.
O experimento foi repetido mais algumas vezes, mas a resposta, o resultado final, era sempre o mesmo: a extinção.
Violência, luta por aceitação, bullying, gravidez despreparada, mortalidade infantil, isolamento social e depressão, raízes culturais adquiridas de gerações passadas, má distribuição de recursos, abuso de poder, entre vários outros problemas sociais. Esse é o Universo 25, a Utopia dos Ratos: um lugar que tinha tudo pra ser um paraíso, mas, na verdade, é um inferno.

NADA DO CONTEÚDO AQUI APRESENTADO PERTENCE A MIM, VOCÊ PODE ENCONTRAR A MATÉRIA COMPLETA ACESSANDO https://www.deadjack.com.b
submitted by VariableShinobu to brasilivre [link] [comments]

Isto vale a pena ? (longo)

Post de pedido de opinião mas também de desabafo.
Sempre fui de longe a pessoa mais poupada que conheço mas escolhi uma area profissional um bocado instável/mal paga. Há dois ou três anos comecei-me a interessar por FIRE ou pelo menos liberdade financeira e finanças pessoais. Começou a ser quase um hobby a consumir-me horas por semana a ler e a ver videos e podcasts sobre o assunto.
Trabalho e poupo mais ou menos consistentemente desde os 21. Tenho agora 32 anos e a grande maioria das minhas poupanças numa conta a prazo que acaba este ano, uns 15k €. Com juros miseráveis, claro.
Comecei no ano passado um trabalho mais "estável", dentro do possível, não sendo freelancer nem recibos verdes nem nada disso. Não ganho "bem" mas ganho ligeiramente abaixo do ordenado médio em Portugal. Á volta dos 900 € líquidos por mês.
Tenho uma "side hustle" que vou tentando fazer, em 2019 rendeu-me quase 1500€ líquidos. Mesmo antes do covid estaria muito muito longe de ser financeiramente viável como trabalho.
Não tenho créditos nenhuns, divido casa com uma amiga por cerca de 300 € por mês com contas incluídas, cozinho muito, consigo ir trabalhar de bicicleta e como tal não preciso de carro nem dos custos que isso traz. Débitos directos só o telemovel que nem chega a 15 por mês, ginásio e netflix (dividido).
Num mês normal em que não tenha de comprar ou arranjar nada, consultas, algum aniversário de amigos ou assim que vá sair, poupo uns 300€. 900 de ordenado, menos 300 de renda, menos 300 de cost of living. Não vejo onde possa poupar mais sem ir viver debaixo da ponte a comer arroz branco.
Isto sem namorada, dependentes, créditos, nada. E sem contar com calamidades como agora o covid.
Ando há anos a fazer esta educação financeira e esforço de poupar o máximo e etc mas começo a pensar, será que vale a pena ?
A minha pergunta é, como é que as pessoas fazem ? Toda a gente ganha 1500€ por mês ? E compram carros e casas e têm filhos e seguros e subscrições e vão de férias? E ainda sobra para pensarem em independência financeira ou pelo menos adiantar idade de reforma e investir ? ... toda a gente à minha volta é super relaxada com dinheiro e presta 0 atenção a isto.
Certificados de aforro ? não, e se preciso do dinheiro ? PPR? não, sei lá se estou vivo aos 60. Stock Market? isso é muito arriscado. Imobiliário? As casas são muito caras.
Como ?
Comecei a ver o que faria quando a conta a prazo acabasse no fim deste ano. Com poupanças até lá vamos imaginar que tenho 20 mil.
A minha primeira ideia (antes do covid) foi imobiliário, "house hacking".
Comprar um T2 algures em Lisboa, na casa dos 140/150 mil. Pronto para habitar ou quase. Viver num quarto e alugar o outro por 300 ou 350.
Simulação rápida no idealista.pt para uma casa de 140 mil com entrada de 20 mil. Taxa fixa a 2%, 40 anos. 375€ por mês. Nada mal, em vez de pagar renda estou a meter os 300€ mensais numa casa minha, e a renda serve como segurança extra, talvez ir juntando para adiantar os juros passado uns anos.
Entretanto descubro que os "impostos e gastos" de 3000 e tal € que o simulador do idealista apresenta são extremamente conservadores e têm de ser pagos antes, não acrescentados ao crédito. Falo com amigos que gastaram entre 5 a 25 mil € só no processo de pedir crédito habitação! Lá se vai o meu depósito.
Em tempos normais isto só atrasaria o processo um ano ou dois mas agora com o covid a oferta de arrendamento vai disparar e a procura descer ou com sorte manter-se durante uns meses ou anos.
Depois investigo PPRs. Beneficios à entrada vs à saída. Capital garantido a 3 e tal % na Lusitania ou não garantido no Alves Ribeiro a 7 e tal ‰. Interessante.
No entanto, segundo esta thread, continua a não compensar em relação a ETFs de acumulação e com muito menos liquidez e mais burocracia.
Compra de stocks com dividendos altos na Trading212 por ex. Interessante também mas fiscalmente pouco eficiente porque depois tenho de pagar 28% sobre os lucros todos os anos.
Etf's na GoBulling, por ter melhor feedback e ter ligeiramente melhor segurança do que a DeGiro. Só mais 3€ por compra. Tudo bem, em vez de comprar todos os meses, compro de 6 em 6 meses para não pagar tantos custos.
Ignorando os 5€ de cada compra e os 28% de irs ao resgatar, se metesse os 20k lá e assumindo uma taxa de juro modesta de 5%, com reforços semestrais de 1200 durante 20 anos: €136,802 E nessa altura já teria 52 anos... e 130 mil nem chega para a regra dos 4‰ se quisesse levantar 1000 por mês.
Atenção, isto é tudo válido e eu sei que ter mais alguma coisa, seja lá quanto for, é melhor que não ter. Mas não sei se a educação financeira e o nível de conforto no futuro sobem na mesma relação, espero que me esteja a fazer entender.
Digam o que acham disto tudo, saiu ainda mais longo do que estava à espera mas pode ser que alguns de vocês concordem e tenham opiniões semelhantes.
Edit
Edit
Edit
Bom vocês são impecáveis, acho que nunca tive um post no Reddit com tantas respostas bem elaboradas e constructivas.
Amanhã no computador respondo a todos mas agora rapidamente no telefone vou só responder aqui a duas questões que apareceram várias vezes:
Emigrar: Não o mencionei no post porque não aquecia nem arrefecia mas eu vivi em Inglaterra 5 anos. Apesar de ganhar muito mais o custo de vida quase que acompanhava. Durante boa parte do tempo metade do que ganhava ia logo para renda. O passe de transportes públicos anda à volta das £150 por mês. Decidi que nem pessoalmente nem financeiramente valia a pena. A savings rate é quase a mesma cá e pelo menos os dias têm mais do que 3 horas.
Namorada: Bom espero não ter dado a entender que a razão pela qual sou solteiro é só porque é mais barato hehe. Não aconteceu. No entanto, e isso é todo outro post, tenho achado difícil encontrar pessoas com o mesmo objectivo. Geralmente as pessoas querem ir de férias, jantar fora etc e isso claramente é mais interessante como actividade de casal do que ficar em casa a ouvir o podcast dos bigger pockets. Como eu mencionei acima as pessoas no geral não têm interesse nisto e arranjar mulheres girlfriend material e com interesse nisto é extra difícil. Como também foi mencionado tenho parte desse benefício ao dividir a casa.
submitted by Swizzlestick_pt to financaspessoaispt [link] [comments]

Harvey Specter  Melhores 60 minutos - Playlist music ... 60 segundos-gusttavo lima Pitch 60 Segundos #swpoa Melhores itens para sobreviver no 60 SEGUNDOS

Tag: filmes em 60 segundos Grandes Clássicos da Ficção Científica em 60 segundos Sou um grande fã de filmes de ficção científica, lembrando que montei no Blog do Opinião Central uma lista sobre os melhores filmes de scifi do cinema. 60 segundos perdidos da minha vida . Abril 3, 2016 . Minitorneios . Parchís. Domino Minitorneos. Poker Texas Hold’em. Baixar Jogos . Baixar mais jogos. Pack #FiqueEmCasa -0%. Economize até 0% com este pacote . Categorias de jogos ... Portanto, se você ainda não viu: 60 Segundos, assista, é maravilhoso! Abraços 133 Comentários do leitor. Fotos. 12 Fotos. Curiosidades das filmagens ... Todos os melhores filmes em cartaz. Aug 11, 2020 · Estrategia 60 Segundos Opciones Binarias Rsi Bandas Bollinger Iqoption. Otra forma de operar, que suele tener buenos resultados y por esto está entre opciones binarias a 60 segundos las tres estrategias de Opciones Binarias para 60 segundos que hoy te propongo, es la operativa a favor de la tendencia …. Tengo un Vibe K5 doble ... O segundo trimestre deste ano foi o melhor para o S&P 500, Nasdaq e petróleo em mais de 20 anos.Paramos por aí? Historicamente, não. Após os mbelhores trimestres, a bolsa americana sobe em média mais 9%.Mas contrário aos dados históricos, dessa vez pesquisas com gestores indicam queda do S&P 500 na segunda metade deste ano, e indicadores de sentimento do investidor se tornaram menos ...

[index] [7068] [7494] [6875] [63] [6553] [4495] [7144] [5283] [455] [115]

Harvey Specter Melhores 60 minutos - Playlist music ...

EmprestaAê - uma plataforma colaborativa para disponibilizar e receber itens emprestados entre amigos. Apresentação da ideia em 60s no Startup Weekend Porto Alegre. 00:00 Blues Delight - Slightly Hung Over 04:46 Gene Deer - Midnight Healing 12:30 Chris Bell - Cold-Hearted Woman 17:50 Scott Holt - I've Got A Mind To Give ... Olá gente tudo bem? Hoje vou trazer um vídeo super legal de itens para sobreviver no 60 segundos e veja está super legal e comente para eu saber se você quere mais vídeo de intes de 60 ... Gusttavo lima - 60 segundos. This video is unavailable. Watch Queue Queue

https://forex-portugal.miningmachinery.website